Doria nomeia cinco novos integrantes do seu governo em 2019

Novo governo de São Paulo ainda tem secretarias sem nomes confirmados; cinco nomes vieram do governo Temer

São Paulo – O governo de João Doria em São Paulo anunciou cinco novos nomes para a gestão que começa em 2019. Com as novidades, Doria tem 20 secretários confirmados, além de sete presidentes de estatais e agências. O time que cuidará da Segurança Pública também está definido.

Entre os nomes confirmados hoje (6) está Vinicius Lummertz, atual Ministro do Turismo do governo Temer. É o quinto ministro de Temer a compor o time de Doria a partir de janeiro, fato que tem rendido comentários de “proximidade” e “continuidade” entre as duas gestões.

Doria confirmou hoje:

Patricia Ellen da Silva – Secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Emprego

De São Paulo, 40 anos. Formada em Administração pela FEA-USP, tem mestrado em administração pública pela Harvard Kennedy School. É membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, presidente da Optum, co-fundadora do Movimento Agora e nomeada Jovem Líder Global pelo Fórum Econômico Mundial em 2016.

Célia Parnes – Secretária de Desenvolvimento Social

De São Paulo, 42 anos. É formada em Administração pela FEA-USP. Foi presidente do conselho da Unibes, foi eleita Mulher do Ano pela Câmara Municipal de São Paulo. Implantou o primeiro Centro Dia do Idoso na capital.

Vinicius Lummertz – Secretário do Turismo

Atual Ministro do Turismo do governo Temer, é natural de Santa Catarina e tem 58 anos. Foi presidente da Embratur de 2015 a 2018. Foi diretor técnico do Sebrae Nacional no Governo FHC. Preside o Conselho Nacional de Turismo, do qual foi também secretário executivo.

Milton Luiz de Melo Santos – Presidente da Desenvolve SP

De Aracaju, tem 67 anos. Formado em Economia pela Universidade de Brasília, é presidente da Associação Viva o Centro. Foi diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado de São Paulo de 2009 a abril de 2018. Presidiu Caixa Econômica Federal e Banco Nossa Caixa SP.

Jorge Damião – Presidente do Memorial da América Latina

De São Paulo, tem 61 anos. Formado em Administração pela Faap, com pós-graduação em Gestão Pública pela Faap e Gestão do Esporte pela FIA-USP. Foi secretário de Esportes na gestão de Doria na prefeitura. Foi secretário adjunto das Prefeituras Regionais e Esportes na Gestão Serra/Kassab. É Diretor de Relações Institucionais da Fundação Padre Anchieta/TV Cultura.

Confirmados nas secretarias

Não sabe, ao certo, quantos nomes ainda faltam ser confirmados. 20 secretarias já têm nomes. Atualmente, o governo de São Paulo conta com 25 secretarias, mas Doria já disse, mais de uma vez, que pretendia fazer um enxugamento da máquina do estado, reduzindo o número de pastas. Ao mesmo tempo, houve mudanças de nomes e criações de secretarias especiais.

São essas as 25 secretarias do governo, antes da possível mudança de Doria: Administração Penitenciária, Agricultura e Abastecimento, Casa Civil, Casa Militar, Cultura, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Desenvolvimento Social, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Emprego e Relações do Trabalho, Energia e Mineração, Esporte, Lazer e Juventude, Fazenda, Governo, Habitação, Justiça e Defesa da Cidadania, Logística e Transportes, Meio Ambiente, Planejamento e Gestão, Procuradoria Geral do Estado, Saneamento e Recursos Hídricos, Saúde, Segurança Pública, Transportes Metropolitanos, e Turismo.

Esses são os vinte secretários já confirmados:

Turismo – Vinicius Lummertz
Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Emprego – Patricia Ellen da Silva
Desenvolvimento Social – Célia Parnes
Casa Militar e Defesa Civil Estadual – Coronel Walter Nyakas Júnior
Segurança Pública – General João Camilo Pires de Campos
Relações Internacionais – Júlio Serson
Saneamento, Energia, Recursos Hídricos e Meio Ambiente – Marcos Penido
Casa Civil – Gilberto Kassab
Educação – Rossieli Soares
Cultura e Economia Criativa – Sérgio Sá Leitão
Saúde – José Henrique Germann
Agricultura – Gustavo Junqueira
Justiça – Paulo Dimas Mascaretti
Direito das Pessoas com Deficiências – Célia Leão
Desenvolvimento Regional – Marco Vinholi
Habitação – Flávio Amary
Transportes Metropolitanos – Alexandre Baldy
Logística e Transporte – João Octaviano
Polícia Militar – Coronel Alvaro Batista Camilo
Comunicação – Cleber Mata