Doria empata tecnicamente com Skaf em SP, aponta Ibope

Entre os eleitores paulistas, 20% afirmaram ter preferência por Doria, e 18% por Skaf

São Paulo – Os candidatos ao governo do Estado de São Paulo João Doria (PSDB) e Paulo Skaf (MDB) estão empatados tecnicamente, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 20. A margem de erro da pesquisa é de três pontos porcentuais.

Entre os eleitores paulistas, 20% afirmaram ter preferência por Doria, e 18% por Skaf. O candidato Márcio França (PSB) aparece com 5% e Luiz Marinho (PT) tem 4%.

Em seguida, estão os candidatos Major Costa e Silva, do DC (3%), Professora Lisete, do PSOL (2%), e, com 1%, Marcelo Cândido (PDT), Prof. Claudio Fernando (PMN), Rodrigo Tavares (PRTB) e Toninho Ferreira (PSTU). Os candidatos Edson Dorta (PCO) e Rogerio Cheque (Novo) não pontuaram. Já nulos e brancos somam 29%, enquanto os que não souberam responder ou não opinam chegam a 15%.

Esta é a primeira pesquisa Ibope desde o início oficial da campanha, e também desde a definição de que haverá 12 candidatos ao governo do Estado de São Paulo.

Segundo a pesquisa, as intenções de voto em Doria crescem conforme aumenta a renda familiar do entrevistado: de 16% na faixa de até um salário mínimo, e chega a 26% na faixa acima de cinco salários mínimos. As citações a Skaf também crescem quanto maior for a renda familiar do eleitor, 22% entre os que têm renda acima de cinco salários, contra 16% entre quem tem renda familiar de até um salário mínimo. Márcio França também se destaca entre os eleitores na faixa de renda familiar acima de cinco salários mínimos – entre os que ele consegue 9% das intenções de voto.

Se considerada a intenção de voto espontânea, quando não é apresentado o nome do candidato, Doria aparece com 5% e Skaf, 4%. Márcio França é citado por 2% dos eleitores e Luiz Marinho, 1%. O restante dos candidatos não chega a 1%.

No quesito rejeição, Doria aparece em primeiro lugar: 35% afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. Em segundo está Skaf, com 23% de rejeição. Márcio França tem 11%, mas 49% dos eleitores desaprovam o seu governo.

Senado

O candidato petista Eduardo Suplicy lidera a pesquisa na disputa para o cargo de senador em São Paulo, com 28% das intenções de voto, se somadas as duas respostas – primeira e segunda vagas a serem preenchidas neste ano. Mario Covas (Pode) aparece com 17% das intenções e Major Olimpio (PSL), 15%. Tripoli (PSDB) e Cidinha (MDB) registraram 6% das menções. Os outros candidatos registraram até 4% – Dra. Eliana Ferreira (PST), Mara Gabrilli (PSDB), Antonio Neto (PDT), Educador Daniel Cara (PSOL), Jilmar Tatto (PT), Mancha (PSTU), Maurren Maggi (PSB), Marcelo Barbieri (MDB), Diogo da Luz (Novo), Nivaldo Orlandi (PCO), Pedro Henrique de Cristo (Rede), Silvia Ferraro (PSOL) e Moira Lázaro Mandato Coletivo (Rede).

Como nesta eleição existem duas vagas para o Senado, a soma dos porcentuais atinge 200%, já que os entrevistados podem escolher dois nomes.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-00450/2018. Foram entrevistados 1.204 eleitores, entre os dias 17 e 19 de agosto.