Doria decreta quarentena de 15 dias em São Paulo

Governador de São Paulo decretou a medida em pronunciamento neste sábado (21)

Em pronunciamento neste sábado (21), o governador de São Paulo, João Doria, decretou quarentena de 15 dias em todo o estado por conta do novo coronavírus. A medida que determina o fechamento do comércio e de serviços não essenciais começa a valer a partir de terça-feira (24) e vai até o dia 7 de abril.

Segundo Doria, o decreto poderá ser ampliado ou reduzido conforme necessidade. A ação não impacta na operação de serviços de saúde, segurança, limpeza e alimentação. Assim, hospitais, serviços policiais, açougues, mercados e padarias vão funcionar normalmente. Assim como bancos, serviços lotéricos e também bancas de jornal.

O governador de São Paulo também garantiu o funcionamento de serviços por aplicativos, seja de transporte de passageiros ou de delivery de compras e refeições. A medida visa permitir que empresas como restaurantes, bares e cafés possam continuar operando com a entrega em domicílio.

Cerco às festas

O governador de São Paulo também aproveitou a coletiva de imprensa para criticar a realização de festas e eventos em São Paulo. “Agora não é hora de fazer festa, fazer baile funk. Fiquem em casa”, disse.

Doria também disse que vai adotar medidas policiais contra aglomerações na capital e no resto do estado. “A Polícia Militar e a Polícia Civil de São Paulo já foi orientada para atuar com firmeza e determinação, evidentemente dentro do protocolo, para evitar que manifestações dessa natureza venham a acontecer”, afirmou o governador.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus