Doria chama grevista de vagabundo e preguiçoso

“Eu acordo cedo e trabalho. Eu não sou grevista que dorme, é preguiçoso e acorda tarde. Eu não sou Jaiminho, não”, disse o prefeito

São Paulo – O prefeito de São Paulo, João Doria, voltou a criticar nesta sexta-feira (28) os participantes da chamada Greve Geral. Em entrevista à Jovem Pan, o tucano negou que manifestantes tenham conseguido bloquear sua saída de casa pela manhã. E sobrou uma provocação para os grevistas:

“Eu acordo cedo e trabalho. Eu não sou grevista que dorme, é preguiçoso e acorda tarde. Eu não sou Jaiminho, não”, disse o prefeito, antes de chamá-los de “vagabundos” e dizer que “trabalha muito”.

Doria ainda aconselhou seus opositores a “acordarem mais cedo”, caso “queiram bloquear sua saída”.

Segundo ele, os servidores da prefeitura que aderirem ao movimento serão descontados, mas haverá “absoluta tolerância” com aqueles que se atrasarem por conta de bloqueios e paralisações de transportes.

Sobre os sindicatos que organizaram as mobilizações a despeito de liminares da justiça, Doria prometeu punições rigorosas. “Fiquem certos que vamos cobrar as multas daqueles sindicatos que romperam a ordem e a determinação da justiça. Vamos cobrar as multas”, disse.

Confira um trecho da entrevista dada ao Jornal da Manhã:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. maria cecilia

    uma pessoa com um mínimo de Ética ou Moral, jamais chamaria quem quer que fosse de “vagabundo” ou de “preguiçoso” …Parabéns Dória, nada como o tempo para revelar quem é quem…..Deus é sábio em sua Justiça, desejo a voce a Justiça Divina

    1. Will Oliveira

      No mínimo você é uma petista que está apoiando esse absurdo.

    2. Renata Souza

      Concordo plenamente com Maria Cecília! É preciso respeito com todos, não importa partido, religião, cor, etc… É questão de educação!

    3. Afonso Henrique Paione de Carvalho

      Respeito com quem depreda o patrimônio alheio? Respeito com quem fere a Constituição, anulando o direito de ir e vir dos outros? É realmente uma questão de educação.

  2. Gilberto Melo da Cruz

    Com altos salários e privilégios do cargo que em torno de 90% dos trabalhadores desse país jamais chegarão a sequer se aproximar, além de poder se aposentar com apenas dois mandatos políticos, pago por aqueles os quais, mesmo pagando os altos salários dele, ele chama de “vagabundos e preguiçosos”, esse “cidadão” tem mais é q acordar cedo e nunca faltar ao trabalho…
    Ele deveria, isto sim, fazer como os políticos suíços que valorizam o povo que representam com dedicação, seriedade e respeito..

    1. ViP Berbigao

      Esse Dória é um salafrário e oportunista. O que esses agentes políticos ganham não é 10% do trabalhador não, é apenas 1% de 210 milhões de brasileiros. A desigualdade nesse país é absurda. Mas nunca vai mudar. Veja o STF dando liminar para o Judiciário do Rio de Janeiro pagar salário de 150 mil para esses “Agentes Políticos” da alta plumagem do funcionalismo público.

    2. O Dória doa todo o seu salário de prefeito, ele não fica com nada.

  3. Gilberto Melo da Cruz

    Não se iluda com essa mísera “doação”, meu amigo. O q interessa a políticos como ele não é o salário, são as ” benesses do cargo” e o poder de transformar o interesse público em interesse específico..
    Se vc perceber a imensa maioria dos políticos são ou se tornam empresários ou tem parentes e aderentes empresários q passam a se beneficiar da máquina pública, monopolizando a prestação de obras e serviços ao Estado ou eternizando-se com concessões de veículos de comunicação, ganhando, assim, “rios de dinheiro” e tornando-se milionários à custa da exploração cada vez maior dos trabalhadores através de altas taxas tributárias, às quais são as maiores do planeta. E, assim, passando-se por Cordeiros, vão, eles e os familiares, perpetuando-se no poder…