Donadon reclama de ‘momento difícil’ pelo qual passa

Deputado disse que tem sofrido muito e que a vida no Complexo Penitenciário da Papuda "é desumana"

Brasília – O deputado Natan Donadon (sem partido-RO) faz discurso de defesa na sessão que definirá o destino parlamentar na Câmara. Donadon iniciou o discurso falando do momento difícil em que passa. “É muito difícil para mim estar passando por essa situação”, afirmou. Ele disse que tem sofrido muito e que a vida no Complexo Penitenciário da Papuda “é desumana”. De acordo com Donadon, nesta quarta-feira, 28, faltou água no presídio e um preso ofereceu água fria para que ele tomasse banho e viesse para a Câmara.

Preso desde junho por peculato e formação de quadrilha, Donadon disse na chegada ao plenário da Câmara que tem certeza da inocência. “Só vim porque tenho certeza da minha inocência. Estou confiante na verdade, que a verdade prevalecerá”, disse à Rádio Câmara, antes de entrar no plenário. O deputado Sérgio Zveiter (PSD-RJ) fez a leitura do parecer apresentado na Comissão de Constituição e Justiça da Casa que pede a cassação Donadon.

No início da sessão, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), abriu os trabalhos dizendo que o assunto único da noite “não é das pautas mais agradáveis desta Casa”. Alves pediu que os parlamentares “cumpram o seu dever”. O voto de cada parlamentar será secreto e são necessários 257 votos (do total de 513 deputados) para decretar a perda de mandato de Donadon.