Doleiro Youssef passa mal e segue para hospital

Ele sofreu um desmaio em função do seu problema coronário

Brasília – O doleiro Alberto Youssef está sendo levado para internação no Hospital Santa Cruz, em Curitiba. Ele sofreu um desmaio em função do seu problema coronário e o atendimento médico na superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde o doleiro está preso, não conseguiu reverter a situação.

A informação foi confirmada ao Broadcast. Serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, pelo advogado dele, o criminalista Figueiredo Basto. “Evidentemente o risco de morte não deixa de existir. Ele tem coronariopatia grave”, disse.

Delator do esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro tem problemas de coração e, em razão disso, tem sido internado com frequência desde que foi preso em março pela Operação Lava Jato, acusado de ter lavado dinheiro desviado da petroleira.

Esta é a quarta vez que Youssef é internado. Em outubro, na véspera da eleição presidencial, a pressão dele teria baixado, segundo investigadores, a 6 por 3. Na ocasião, o doleiro foi internado pela terceira vez e boatos se espalharam na internet de que ele havia morrido por envenenamento.

Nessa ocasião anterior, nota assinada pela Polícia Federal, e não pelo hospital, informou que ele teve “uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”.

Youssef é um dos principais delatores do esquema de corrupção na Petrobras. Ele contou que os contratos de empreiteiras eram superfaturados para abastecer os partidos aliados: PP, PT e PMDB. A primeira fase da delação já foi concluída, mas ainda não foi homologada pelo juiz.