Dólar barato impulsiona o varejo brasileiro

Ex-diretor do Banco Central lembra, no entanto, que a indústria sofre com o câmbio valorizado

São Paulo – O câmbio valorizado está contribuindo para o crescimento do comércio brasileiro neste ano, pois quanto menor o valor do dólar, mais barato é o produto importado para o consumidor.

A análise é do ex-diretor do Banco Central e chefe do departamento econômico da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Carlos Thadeu de Freitas, que participou nesta quinta-feira (14) do programa “Momento da Economia”, na Rádio EXAME.

“Além do dólar barato, o aumento da massa salarial e a expansão da oferta de crédito impulsionam o varejo, que deve crescer 10,5% neste ano em relação a 2009”, diz o economista da CNC.

Carlos Thadeu de Freitas lembra, no entanto, que o câmbio valorizado tira competitividade dos produtos brasileiros no exterior. “O grande desafio do próximo governo é evitar uma queda muito forte do dólar. Além disso, deve fazer uma reforma fiscal que permita a redução dos juros.”

Na entrevista, o ex-diretor do Banco Central também faz projeções para as vendas no Natal e analisa o debate econômico no segundo turno.

Clique na imagem para ouvir o programa “Momento da Economia” 

   

Leia mais notícias sobre Varejo

Siga as últimas notícias de Economia no Twitter