Dois mil protestam por moradia na sede do governo de SP

Os manifestantes reivindicam políticas públicas para a construção de unidades habitacionais

São Paulo – Duas mil pessoas, segundo a Polícia Militar, fizeram um protesto nesta quarta-feira, 28, na Avenida Morumbi, na zona sul da capital paulista, em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo do Estado.

Ainda de acordo com a PM, a manifestação faz parte da Marcha Nacional pela Reforma Urbana. Os manifestantes reivindicam políticas públicas para a construção de unidades habitacionais.

Em nota, a administração estadual informou que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o secretário da Habitação, Silvio Torres, receberam um grupo de representantes dos movimentos sociais que participaram da Marcha.

A comissão de manifestantes apresentou uma pauta de reivindicações que vão desde novas linhas de crédito à regularização de imóveis.

Segundo a assessoria de imprensa do Estado, “as propostas serão analisadas pelas áreas jurídica e técnica do Governo”.

Durante o protesto a Avenida Morumbi foi totalmente bloqueada. A Polícia Militar informou que o ato ocorreu de forma pacífica. Às 13h30 as duas mil pessoas dispersaram do local.

Nesta tarde, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava outros dois pontos de manifestação nas proximidades do Palácio dos Bandeirantes.

Grupos de cerca de 50 pessoas interditavam a Avenida das Nações Unidas e a Rua Paes Leme. Até as 16h25, a PM não sabia informar se os manifestantes também faziam parte da Marcha.