Distrito Federal avalia propostas para Conferência Nacional LGBT

Tema da conferência é Por um País e um Distrito Federal Livres de Pobreza e Discriminação: Promovendo a Cidadania LGBT

Brasília – As propostas que os brasilienses encaminharão à 2ª Conferência Nacional Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) estão sendo discutidas e serão aprovadas neste domingo (20) em um encontro que foi aberto ontem (19) pela Secretaria de Justiça (Sejus) do Distrito Federal.  O tema da conferência é Por um País e um Distrito Federal Livres de Pobreza e Discriminação: Promovendo a Cidadania LGBT.

No fórum distrital´, estão sendo avaliadas diretrizes para implementação de políticas públicas direcionadas ao enfrentamento à violência, à discriminação e à impunidade contra a população LGBT, além de garantir o respeito aos direitos humanos e à cidadania deste grupo em todo o país.

Segundo o coordenados de Diversidade Sexual da Sejus, Robson Cândido, nas discussões, procura-se delinear políticas públicas que atendam da melhor forma à população LGBT. “Queremos ter mais voz, mais visibilidade. Existem vários problemas causados pelos preconceito velado que acabam passando despercebidos pelo governo”, afirmou.

Ações nas áreas de educação, segurança pública, trabalho, cultura, direitos humanos, meio ambiente e turismo estão entre as propostas avaliadas pelos conferencistas em Brasília. O evento recebeu, ao todo, 260 propostas referentes a diversos segmentos para discussão. Cinco ou seis políticas de cada tópico serão aprovadas e sugeridas no relatório final que serão.

“Nossas problemáticas precisam ser discutidas com mais atenção. O Distrito Federal também está nessa luta junto com os outros estados para a realização de políticas públicas que atendam nossas reivindicações”, concluiu Robson Cândido.”