Diretor do Detran-MG entrega CNH com 120 pontos e fica no cargo

César Augusto Monteiro Alves Júnior terá que devolver a carteira, mas permanecerá no cargo

São Paulo – O delegado César Augusto Monteiro Alves Júnior é o novo diretor do Detran de Minas Gerais, mas está com a própria carteira nacional de habilitação suspensa.

O governo do estado determinou que ele devolvesse o documento após acumular 120 pontos em infrações que, segundo o G1, ele atribui a funcionários e familiares.

“Como qualquer outro cidadão, tem que passar pelo processo de punição e reciclagem por ter ultrapassado o limite de pontos”, afirmou o governo de Minas sobre a punição, em nota.

Ele terá o documento suspenso, mas continuará sendo diretor do Detran, segundo a Polícia Civil do estado, a que o órgão é subordinado.

“A decisão pela permanência se deve ao histórico do delegado nos 25 anos atuando como servidor da instituição, demonstrando habilidade técnica, competência, compromisso e urbanidade no trato com o cidadão”, justificou a Polícia em comunicado.

Alves Júnior, segundo os órgãos do governo, já entregou a carteira e deve passar por um curso de reciclagem.

“Desta forma, o delegado se responsabilizará pelas infrações como proprietário dos veículos, renunciando aos prazos de defesa e ao direito de recurso para, imediatamente, se submeter ao curso de reciclagem e aos exames nos termos da lei”, diz a Polícia Civil.