Dilma viaja hoje para Bélgica, Bulgária e Turquia

Viagem vai durar uma semana e terá presença de cinco ministros

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff viaja hoje (1º) à noite para a Bélgica, primeira escala de uma viagem à Europa que vai durar uma semana. O presidenta só retorna ao Brasil no dia 8. Dilma participará da 5ª Cúpula Brasil-União Europeia, em Bruxelas, e vai abrir o 23º Europalia, o maior festival de cultura da Europa e que terá o Brasil como homenageado desta edição. Cinco ministros integram a delegação.

Da Bélgica, a presidenta segue para a Bulgária, onde reencontra parte da família do pai dela, e Turquia, onde assinará acordos políticos e econômicos. Na segunda-feira (3), Dilma participará de discussões sobre os impactos da crise econômica mundial nas relações da União Europeia com o Brasil e o Mercosul.

Durante a visita, serão assinados acordos entre Bélgica e Brasil nas áreas de transportes aéreos, cultura e turismo. Também será firmado um acordo que vai facilitar a concessão de bolsas de estudo em universidades belgas para estudantes brasileiros.

A presidenta aproveita ainda o fato de estar em Bruxelas para abrir o Europalia, que destaca este ano a produção cultural brasileira. Por mais de três mses, a cultura brasileira estará na Bélgica, em Luxemburgo, na França, na Alemanha e na Holanda, com 130 shows, 60 apresentações de dança e 40 de teatro, 20 exposições de artes visuais e 80 conferências literárias.


Da Bélgica, a presidenta seguirá para a Bulgária. Dilma irá à capital, Sofia, em visita oficial e, depois, visitará a cidade de Gabrovo, onde nasceu o pai dela, Pedro Rousseff. A visita é esperada como um dos momentos mais emocionantes da viagem. Para os búlgaros, Dilma é um deles, por causa das origens paternas. Alguns parentes da presidenta ainda vivem na Bulgária.

Em homenagem a Dima, está sendo organizada uma exposição dedicada especialmente à presidenta e um almoço com comida típica búlgara. Paralelamente, os governos do Brasil e da Bulgária tentam ampliar as parcerias. Serão assinados acordos de cooperação econômica e educacional. Em 2010, o intercâmbio comercial com o país somou US$ 147 milhões e, de janeiro a julho deste ano, US$ 73,7 milhões, com potencial de crescimento nos dois sentidos, segundo o governo.

No dia 7, a presidenta parte para a última fase da viagem e desembarca em Istambul, na Turquia. Dilma tem encontros com o presidente e o primeiro-ministro turcos. No cenário político internacional, a Turquia hoje representa um dos principais interlocutores europeus dos países muçulmanos do Oriente Médio e do Norte da África.

Dilma viajará acompanhada pelos ministros de Relações Exteriores, Antonio Patriota; da Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel; da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercandante; das Comunicações, Paulo Bernardo; da Cultura, Ana de Hollanda, e da Comunicação Social, Helena Chagas.