Dilma reúne PT e PMDB para reafirmar aliança de olho em 2014

Há expectativas quanto às mudanças que Dilma deve realizar no primeiro escalão do governo para reacomodar sua base aliada após as eleições

Brasília – A presidente Dilma Rousseff realiza nesta terça-feira um jantar com líderes do PT e do PMDB para reafirmar a aliança entre os partidos mirando os próximos dois anos e a eleição presidencial de 2014.

O encontro ocorre no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente, e reunirá o vice-presidente Michel Temer, os presidentes das duas legendas –Rui Falcão (PT) e Valdir Raupp (PMDB), os presidentes da Câmara, Marco Maia (PT), e do Senado, José Sarney (PMDB), e líderes das bancadas.

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) disse a jornalistas que o encontro será o “consagramento” da aliança e negou que a presidente esteja tratando de mudanças ministeriais.

Há expectativas quanto às mudanças que Dilma deve realizar no primeiro escalão do governo para reacomodar sua base aliada após as eleições municipais. A presidente deve abrir espaço para incluir o PSD, partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e ampliar a presença do PMDB.

O PMDB deve, ainda, comandar as duas Casas do Congresso a partir de fevereiro e poderia ser contemplado ainda pela fidelidade a Dilma, tanto em votações na Câmara e no Senado, como em alianças eleitorais do pleito municipal recém-encerrado.

Dilma passou a tarde no Alvorada reunida com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deixou o palácio no início da noite sem falar com jornalistas.