Dilma nunca teve envolvimento com Lava Jato, diz Adams

O ministro-chefe da AGU disse que a presidente nunca esteve envolvida em nenhum processo da Operação Lava Jato

Rio de Janeiro – O ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams, afirmou nesta quinta-feira que a presidente Dilma Rousseff nunca esteve envolvida em nenhum dos processos relativos à Operação Lava Jato, que investiga um escândalo bilionário na Petrobras.

“A presidente Dilma nunca teve envolvimento em nenhum desses processos”, disse Adams a jornalistas após reunião com empresários do setor de petróleo no Rio de Janeiro.

“Absolutamente nada apareceu”, acrescentou o ministro após ser perguntado sobre vazamentos de nomes da lista com pedidos de investigação, que inclui políticos, apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Na noite de terça-feira, Janot apresentou 28 pedidos de abertura de inquérito envolvendo 54 pessoas, com ou sem mandato parlamentar, suspeitas de envolvimento num esquema bilionário de corrupção.

Nesta quinta, alguns jornais publicaram que o nome da presidente Dilma Rousseff estaria entre os pedidos de arquivamento de Janot, que chegaram a 7.

Os nomes dos políticos a serem investigados podem vir a público na sexta-feira, quando se espera que o ministro do STF Teori Zavascki, relator das ações da operação Lava Jato, retire o sigilo sobre a lista de 54 pessoas e divulgue a íntegra dos pedidos de Janot, segundo disse à Reuters uma fonte do Supremo.