Dilma nomeia três integrantes para Comissão de Ética Pública

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República analisa a conduta de servidores do alto escalão do governo

Brasília – A presidente Dilma Rousseff nomeou três integrantes para a Comissão de Ética Pública da Presidência da República, que analisa a conduta de servidores do alto escalão do governo. Os novos conselheiros têm mandato de três anos e podem ser reconduzidos uma vez, por igual período. As nomeações estão publicadas no Diário Oficial da União de hoje (3).

Os novos integrantes da comissão são Marcelo Alencar de Araújo, procurador do Distrito Federal; Antonio Modesto da Silveira, advogado atuante na área de direitos humanos e integrante do grupo Tortura Nunca Mais; e Mauro de Azevedo Menezes, advogado trabalhista.

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República é formada por sete membros, quatro deles estavam com mandato encerrado e um faleceu. Atualmente cumpriam mandato o presidente, Sepúlveda Pertence, e Américo Lacombe. Com as nomeações de hoje, duas vagas estão em aberto.

Com a equipe reduzida, a comissão sofria com falta de quórum para deliberar, o que resultou no cancelamento da reunião prevista para hoje. O próximo encontro está marcado para o dia 24 de setembro.