Dilma muda horário de coletiva para poupar a voz

A assessoria de imprensa dela informou nesta sexta-feira que a coletiva prevista para acontecer após a caminhada hoje foi adiada para as 18 horas

São Paulo – A candidata e presidente Dilma Rousseff está se desdobrando para poupar a voz e sua agenda está sofrendo alterações constantes. A assessoria de imprensa dela informou nesta sexta-feira que a coletiva prevista para acontecer após a caminhada hoje foi adiada para as 18 horas.

A decisão foi para que a presidente pudesse descansar um pouco e poupar a voz, já que está bastante rouca, quase afônica.

Dilma deixou o Rio de Janeiro bem cedo, fez campanha em São José dos Campos e depois rumou à capital paulista, onde participou de uma caminhada de meia hora pelo centro da cidade.

Dilma faria hoje à tarde outro ato de campanha em Poços de Caldas, que foi decidido hoje cedo e cancelado.

A decisão de cancelar a agenda, segundo a assessoria, aconteceu por falta de tempo e logística para organizar o ato que, por se tratar da presidente, necessita de um aparato especial de segurança.

Dilma também faria uma caminhada amanhã em São Bernardo, ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi cancelada e substituída por um ato de campanha, às 10h, em Belo Horizonte.

A decisão de incluir a capital mineira na agenda é para tentar aproveitar o bom desempenho do candidato Fernando Pimentel e também reforçar sua campanha em sua cidade natal.

Na sequência, Dilma vai a Porto Alegre onde faz outra caminhada e fica até domingo quando votará na capital gaúcha.

No dia ela tomará café da manha com o governador e candidato à reeleição Tarso Genro, vota e segue para Brasília. Está prevista uma coletiva no fim do dia para comentar os resultados das eleições.