Dilma já tem aporte para 600 viagens de avião no Catarse

Campanha arrecadou mais de R$ 330 mil; número de passagens toma por base o gasto com viagens de Leonardo Picciani, deputado federal que mais viajou em 2016

São Paulo –  A campanha lançada no Catarse para financiar viagens da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) para resistir ao processo de impeachment já atingiu 2/3 da meta em apenas um dia.

Idealizada por Guiomar Lopes e Celeste Martins, amigas de anos da petista, a arrecadação pública chegou a R$ 336 mil dos R$ 500 mil pretendidos — 67% do total. Este é o maior valor arrecadado através da plataforma no prazo de 24 horas.

Foram cerca de 4,7 mil doadores até o fechamento desta reportagem às 18 horas.

Com esse valor seria possível fazer cerca de 600 viagens de avião de carreira, tomando por base o gasto com viagens de Leonardo Picciani (PMDB), deputado federal que mais gastou com passagens em 2016 de acordo com as cotas parlamentares da Câmara dos Deputados. Picciani emitiu mais de 200 tíquetes, ao custo total de R$ 103.969,65.

Reportagem de EXAME.com lembra que há um momento ideal para encontrar passagens baratas para voar no Brasil na classe econômica: 21 dias de antecedência, em média. O planejamento pode garantir preços cerca de 40% mais baratos.

A dica é resultado de um estudo produzido pela agência online Expedia, em parceria com a Airlines Reporting Corporation (ARC). De olho no comportamento dos preços entre outubro de 2014 e outubro de 2015, a pesquisa apontou tendências para passagens aéreas em 2016.