Dilma diz que Nordeste está mais preparado contra seca

Dilma citou que o governo federal está "agindo fortemente" na região, onde já investiu R$ 2,7 bilhões em ações emergenciais para oferecer água

Brasília – A presidente Dilma Rousseff aproveitou o programa Café com a Presidenta para falar da sua preocupação com os efeitos de “uma das piores estiagens das últimas décadas” no Nordeste e avisou: “o meu governo não vai permitir que as conquistas acumuladas pelo povo nordestino se percam por conta dessa seca”. Depois de salientar que “o Nordeste está mais bem preparado para enfrentar essa estiagem do que esteve no passado”, a presidente Dilma citou que o governo federal está “agindo fortemente” na região, onde já investiu R$ 2,7 bilhões em ações emergenciais para oferecer água, garantir a renda e dar crédito aos produtores da região.

“Nós liberamos R$ 1 bilhão, que vão financiar os agricultores familiares, os criadores de gado e de cabras, mas também a indústria e o comércio de cada uma das cidades afetadas pela estiagem. Vamos injetar mais dinheiro na região para manter a roda da economia girando”, disse a presidente no programa semanal de rádio.

Dilma afirmou ainda que “nos últimos anos, a região recebeu grandes investimentos e muitas obras do governo federal, assim como do setor privado”. Ela citou a importância da “rede de proteção social construída nos últimos anos”, ao falar do Bolsa Família e a valorização do salário mínimo que, segundo Dilma, garantiram uma grande melhoria de renda na região, protegendo as famílias mais pobres. Com estes investimentos, lembrou a presidente, a economia da região “cresceu muito, bem mais do que a média nacional”.

No programa semanal de rádio, a presidente falou ainda do Bolsa Estiagem, que começará a ser pago a partir do próximo dia 18 de junho, a 400 mil pequenos produtores rurais afetados pela seca. Informou ainda que, a partir deste mês, começará a ser pago o Garantia Safra. Serão cinco parcelas de R$ 136,00 para produtores que perderam a produção, ou nem conseguiram plantar por causa da seca.

“Pagar um benefício diretamente à população nos dá a certeza de que o dinheiro está chegando exatamente no bolso de quem precisa”, disse a presidente, acrescentando que mais de um milhão de famílias extremamente pobres que vivem no Nordeste, com filhos de zero a seis anos, também começarão a receber, a partir deste mês, o benefício da ação Brasil Carinhoso. Por meio deste programa, será garantida renda de, no mínimo, R$ 70,00 por pessoa dessas famílias.