Dilma diz que acordo com Samarco não inviabiliza empresa

Durante assinatura do acordo, presidente também disse que é possível corrigir erros e zelar pelos direitos da população

Brasília – O acordo do governo federal com a mineradora Samarco, que envolve mais de 24 bilhões de reais em reparações e compensações, não inviabiliza empresa cuja atividade é importante economicamente para região atingida pelo desastre decorrente do rompimento de uma barragem de rejeitos em Mariana (MG), disse nesta quarta-feira a presidente Dilma Rousseff.

Durante a cerimônia de assinatura do acordo, ela disse também que é possível corrigir erros e zelar pelos direitos da população. E acrescentou que o pacto com a Samarco demonstra que, quando todos querem, “é possível superar crises”.