Dilma deve visitar seis países em 2013

Em 2013, os seis países a serem visitados por Dilma são Chile, Guiné Equatorial, África do Sul, Índia, Rússia e Estados Unidos

São Paulo – A presidente da República, Dilma Rousseff, deverá visitar ao menos seis países em 2013 numa agenda internacional que será retomada no final de janeiro. Atualmente, a presidente está no Brasil, onde permanecerá por conta dos feriados de Natal e Ano Novo. Dilma pretende ficar em Brasília no feriado de Natal e ir para a Base Naval de Aratu, na Bahia, no Ano Novo.

O compromisso que abre a agenda internacional de 2013 da presidente é um encontro da Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e União Europeia, que acontece em Santiago, capital chilena, no fim de janeiro próximo. O tema da reunião são as questões econômicas e comerciais.

Ao longo de 2013, os seis países a serem visitados por Dilma são Chile, Guiné Equatorial, África do Sul, Índia, Rússia e Estados Unidos. Em fevereiro, nos dias 22 e 23, a presidente deve participar da Cúpula América do Sul-África, na cidade de Malabo, capital da Guiné Equatorial. No final de março, ela participará da Cúpula dos Brics (grupo formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), em Durban, na África do Sul.

Em junho, Dilma deve participar da Cúpula Ibas (Índia, Brasil e África do Sul), em Nova Délhi, na Índia. Em setembro, a agenda da presidente prevê duas viagens internacionais. Nos dias 5 e 6, ela deve ir a São Petersburgo, na Rússia, para a Cúpula do G-20 (grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo) e, no fim do mês, participa da abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, nos Estados Unidos, cujo discurso de abertura é feito pelo representante brasileiro. As informações são da Agência Brasil.