Dilma convoca Temer para reunião no Palácio da Alvorada

Será a terceira reunião entre presidente e vice nesta segunda-feira

Brasília – O vice-presidente da República, Michel Temer, deixou no início da noite desta segunda-feira, 21, seu gabinete para um novo encontro com a presidente Dilma Rousseff.

Será a terceira reunião entre os dois nesta segunda-feira. O peemedebista não quis falar com a imprensa ao deixar o local e limitou-se a dizer que as conversas “estão caminhando”. “Mais um pouquinho, mais um pouquinho. As conversas estão caminhando”, disse aos jornalistas.

Mais cedo, a presidente e seu vice se reuniram com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o líder do PMDB no Senado (PMDB-AL), Eunício Oliveira (CE). Antes, Temer participou da reunião de coordenação política comandada pela presidente Dilma.

Segundo fontes, Temer se recusou a indicar nomes do PMDB para compor o Ministério, que terá dez das 39 pastas cortadas.

Em conversa com a presidente Dilma, ele pediu a ela que adiasse a reforma ministerial, sob a alegação de que, neste momento, mudanças na equipe só provocariam mais turbulência e atritos na base aliada do governo.

O PMDB detém hoje seis ministérios (Minas e Energia, Agricultura, Turismo, Aviação Civil, Pesca e Portos) e pelo menos duas pastas sob seu controle serão fundidas.

Para reduzir o tamanho da máquina pública, Dilma planeja juntar Agricultura e Pesca e também Aviação Civil e Portos.

Na tentativa de compensar o PMDB, porém, a presidente quer transferir para o partido o comando de outros ministérios.

Um das pastas em estudo seria a de Comunicações, atualmente chefiada por Ricardo Berzoini (PT), que passará a cuidar da articulação política do Palácio do Planalto.

Além das reuniões com Dilma, o vice-presidente reuniu-se hoje com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).