Dilma condecora combatentes brasileiros da 2ª Guerra Mundial

A presidente condecorou 12 pracinhas que combateram ao lado dos aliados na Segunda Guerra Mundial, encerrada há 70 anos

Brasília – A presidente Dilma Rousseff condecorou nesta sexta-feira 12 pracinhas que combateram ao lado dos aliados na Segunda Guerra Mundial, encerrada há 70 anos com a rendição da Alemanha.

Dilma entregou a Ordem Nacional do Mérito, a maior distinção do Estado aos sobreviventes do conflito, em cerimônia no Palácio do Planalto.

A presidente afirmou que os soldados brasileiros lutaram “com coragem e patriotismo contra a opressão”, e disse que contribuíram para o fim da disputa mundial e para “plantar a semente de um mundo mais livre e democrático”.

Os militares condecorados fizeram parte do contingente de 25.334 soldados da Força Expedicionária Brasileira, unidade que combateu junto aos aliados na campanha de expulsão das forças alemãs da Itália no fim da guerra.

A maior batalha que os brasileiros travaram foi a de Monte Castello, entre novembro de 1944 e fevereiro de 1945 no norte da Itália.

Cerca de 450 soldados brasileiros morreram nos combates, vencidos pelas forças alemãs.

O Brasil declarou a guerra aos países do Eixo em 1942 depois de submarinos alemães torpedeassem duas embarcações brasileiras, que então já mantinha tratados com os Estados Unidos para a instalação de bases militares no litoral brasileiro.