Dilma afirma que Brasil organizará Copa contra o racismo

A presidente condenou na semana passada os insultos racistas direcionados ao jogador Tinga, do Cruzeiro

São Paulo – A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira que a Copa do Mundo que o Brasil vai organizar neste ano será a “Copa contra o racismo” e do respeito às diferenças.

“Estamos construindo um país que respeita a diferença. Queria dizer que a Copa do Mundo é um momento especial onde os povos se encontram para uma disputa lúdica em que a marca deve ser a convivência harmoniosa entre as diferentes nações”, disse Dilma durante a Festa da Uva, na cidade de Caxias do Sul (RS).

A presidente condenou na semana passada os insultos racistas direcionados ao jogador Tinga, do Cruzeiro, durante uma partida jogada no Peru contra o Real Garcilaso, pela Taça Libertadores, e reiterou que quer eliminar este tipo episódio durante o Mundial.

“É a Copa da paz e que contempla a alegria pela diversidade, porque é uma Copa contra o racismo”, declarou.