Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Desemprego cai para 12%; Vale tem novo prejuízo; Além da Europa, Paulo Guedes quer parceria com EUA

Paulo Guedes: Europa e EUA

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que é possível conciliar o acordo firmado com a União Europeia (UE) com as negociações com os Estados Unidos. Ele afirmou que o governo do presidente norte-americano Donald Trump está pensando em uma aliança estratégica para toda a América, e não apenas no âmbito do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta). “Há interesses que podem ser contornados por acordo comercial”, afirmou. “Temos uma decisão de maior integração. Não se trata de Alca”, afirmou. Ele se reuniu com o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, e disse que foram discutidas questões como a maior importação de etanol e trigo pelos brasileiros e de açúcar e autopeças pelos norte-americanos.

Vale tem novo prejuízo

A Vale voltou a registrar prejuízo no segundo trimestre deste ano, devido às novas provisões relacionadas à tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais. Com isso a companhia registrou perdas de US$ 133 milhões no intervalo de abril a junho. O prejuízo é o segundo consecutivo, depois da perda de US$ 1,6 bilhão nos três primeiros meses do ano. Segundo a Vale, provisões por conta da tragédia de Brumadinho somaram US$ 1,5 bilhão no segundo trimestre. O descomissionamento de barragem de rejeitos de Germano consumiu US$ 257 milhões adicionais e a Fundação Renova, relacionada à tragédia da Barragem em Mariana, mais US$ 383 milhões. As provisões não haviam sido contabilizadas nas projeções das instituições financeiras. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado no intervalo entre abril e junho veio em US$ 3,098 bilhões, queda de 20% na relação anual.

Azul, MAP e Passaredo em Congonhas

A Azul recebeu 15 horários de pousos e decolagens, a Passaredo ficou com 14 e a amazonense MAP com outros 12 slots no processo de redistribuição das 41 autorizações que eram operadas pela Avianca no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O resultado foi divulgado no início da noite pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Apesar do anúncio, o processo de distribuição ainda não foi totalmente concluído porque Passaredo e MAP têm nove dias para demonstrar capacidade técnica para voar no terminal paulistano. Caso não o fizerem, os horários voltarão a ser redistribuídos. Segundo a agência, as duas aéreas regionais deverão comprovar ao operador do aeroporto e ao órgão de controle do espaço aéreo “o atendimento de requisitos operacionais exigidos para operação no aeroporto”.

Camargo fecha leniência

O governo assinou ontem um acordo de leniência com a Camargo Corrêa, empreiteira investigada na Operação Lava-Jato. A empresa se comprometeu a pagar 1,39 bilhão de reais até 2038 por seu envolvimento em esquemas de corrupção e desvio de recursos. Do total acertado, 303 milhões de reais correspondem à restituição de propinas pagas a agentes públicos. Outros 906 milhões de reais se referem ao enriquecimento ilícito com contratos fraudulentos. As multas chegam a 160 milhões de reais.

Número de desempregados cai no segundo tri

O desemprego no Brasil caiu de 12,7% para 12% no segundo trimestre do ano em comparação aos três meses anteriores, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua divulgada nesta quarta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Ao todo, cerca de 12,8 milhões de pessoas sofrem com a falta de trabalho. Apesar da redução, a população subocupada, aquela que gostaria de trabalhar mais horas, atingiu a marca de 7,4 milhões, maior já registrada na série histórica, iniciada em 2012. A taxa de desemprego também apresentou queda na comparação com o mesmo período de 2018. No ano passado, cerca de 12,4% da população estava sem trabalho no segundo trimestre do ano, o que mostra uma queda de 0,4 ponto percentual em 2019.

Deltan vs. Toffoli

O procurador Deltan Dallagnol incentivou procuradores em Brasília e Curitiba a investigar o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, em 2016, revelam mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil e divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo. Segundo reportagem da Folha, a investigação aconteceu sigilosamente em 2016, numa época em que o atual presidente do Supremo Tribunal Federal começava a ser visto pela Operação Lava Jato como um adversário disposto a frear seu avanço. Dallagnol buscou informações sobre as finanças pessoais de Toffoli e sua mulher e evidências que os ligassem a empreiteiras envolvidas com a corrupção na Petrobras. Ministros do Supremo não podem ser investigados por procuradores da primeira instância, como Deltan e os demais integrantes da força-tarefa.

Doleiro preso

Dario Messer, conhecido como “doleiro dos doleiros“, foi preso nesta quarta-feira, 31, em uma ação coordenada pela inteligência da Polícia Federal e a Procuradoria da República, em São Paulo. Ele é alvo da Operação Câmbio, Desligo, braço da Lava Jato no Rio de Janeiro. Segundo fontes ligadas às investigações, Messer foi encontrado em um flat, na capital paulista, que foi alvo de buscas e apreensões. Ele estava foragido. A Câmbio, Desligo foi deflagrada em 3 de maio de 2018 contra um “grandioso esquema” de movimentação de recursos ilícitos no Brasil e no exterior por meio de operações dólar-cabo, entregas de dinheiro em espécie, pagamentos de boletos e compra e venda de cheques de comércio. Messer deve prestar depoimento nesta quinta-feira.

4 envolvidos em chacina no Pará morrem durante transferência

Quatro presos que estariam envolvidos no massacre do Centro de Recuperação Regional de Altamira, no sudoeste do Pará, ocorrido na segunda-feira, foram mortos por sufocamento dentro de um caminhão-cela durante a transferência para unidades de Belém. Com as mortes, o número de vítimas deste episódio chega a 62, maior chacina em um presídio do país desde as 111 mortes no massacre ocorrido no complexo do Carandiru, em 1992. Ao todo, 30 presos estavam no veículo e todos haviam sido removidos de Altamira por suposta participação no ataque da facção local Comando Classe A contra integrantes do rival Comando Vermelho. Em nota, o governo do Pará afirma que apura as circunstâncias das mortes. “Eram da mesma facção e viviam juntos nas mesmas celas. Foram comparsas no confronto entre facções”, diz o comunicado do governo Helder Barbalho (MDB). Questionado sobre as mortes dos quatro presos, Jair Bolsonaro respondeu que “problemas acontecem”.

Trump dá preferência a Brasil

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, oficializou na noite desta quarta-feira, 31, a indicação do Brasil como aliado importante extra-Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Trump havia indicado que pretendia nomear o Brasil como aliado importante extra-Otan durante a visita do presidente Jair Bolsonaro a Washington, em março. Em maio, a Casa Branca afirmou que a designação ocorreria em reconhecimento aos compromissos do governo brasileiro de aumentar a cooperação em defesa com os EUA e em reconhecimento ao interesse americano em aprofundar a coordenação de defesa com o Brasil. Na prática, o status traz algumas facilidades para o País na aquisição de equipamentos e de tecnologia militares dos EUA.

China suspende viagens turísticas individuais para Taiwan

A China proibirá seus cidadãos, a partir desta quinta-feira, 1º, de fazerem viagens turísticas individuais a Taiwan, cujo partido no governo denunciou a decisão como uma manobra de “pressão política”. O Ministério da Cultura e do Turismo da China anunciou em sua página, nesta quarta-feira, que suspenderá a entrega de vistos para turistas individuais, “devido às relações atuais” entre Pequim e Taipé. A China permitia que os habitantes de 47 cidades solicitassem vistos para viajar para Taiwan como turista individual. As tensões aumentaram com a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen. Desde que chegou ao poder, em 2016, ela se recusa a reconhecer o princípio da unidade da ilha e do continente dentro de uma única China, como alega Pequim. O governo chinês considera Taiwan como uma das suas províncias.