Deputados de SP aprovam “Segunda sem carne” no estado

Lei ainda pode ser vetada pelo governador Geraldo Alckmin

São Paulo – Um projeto de lei de 2016 aprovado ontem pelos deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo institui a “Segunda sem carne” em todos os órgãos públicos da esfera estadual.

O projeto ainda pode ser vetado pelo governador, Geraldo Alckmin. No entanto, se Alckmin sancionar a lei, todos os estabelecimentos ligados à rede estadual ficarão proibidos de servir carne às segundas-feiras.

Isso inclui escolas públicas, restaurantes e bares que sirvam alimentos em órgãos públicos. Hospitais e unidades de saúde ficaram de fora.

Além da proibição às segundas-feiras, o projeto também prevê que os estabelecimentos ofereçam um cardápio alternativo, diariamente, sem carne para os vegetarianos.

O projeto foi apresentado pelo deputado Feliciano Filho, do PSC, que é ativista pelos direitos dos animais.

Na justificativa, o deputado afirma que a intenção é “mobilizar a população Paulista para uma reflexão sobre as conseqüências negativas do consumo de carne”, e buscar “uma adequação dos hábitos alimentares à nova realidade social”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Lembrando que antes de qualquer coisa a lei precisa passar pelas mãos do nosso governador, creio que ele tomará a decisão mais sabiá, pois ele sempre pensa no melhor para nós cidadãos, afinal não é atoa que a maioria dos cidadãos brasileiros pensa em vir morar em São Paulo para ter uma vida melhor, não é mesmo?

  2. Carla Maranho

    essa resposta mostra o egoísmo de cidadãos que apenas querem “vida melhor” pensando no próprio rabo, desconsiderando o sofrimento animal na realidade extremamente cruel da pecuária, e desconsiderando a própria saúde dos seres humanos, que melhoraria muito, mesmo que seja apenas um dia sem ingerir substâncias cancerígenas dos defuntos. Se pensam em vir morar em SP por causa disso, obrigada, não precisamos deles aqui.