Aécio diz que governo coloca em dúvida todos os dados

Candidato criticou duramente o governo depois que o IBGE informou que havia erros nos resultados da PNAD

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, criticou duramente o governo nesta sexta-feira depois que o IBGE informou que havia erros nos resultados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (PNAD) anunciados na véspera e que a concentração de renda no país caiu no ano passado, ao contrário do que tinha sido divulgado.

“É impressionante o dano que o governo federal vem causando às instituições do país”, disse Aécio em nota. “Na ânsia de se manter no poder, o governo não hesita sequer em colocar em xeque instituições que são guardiãs da memória da sociedade brasileira.”

“A pressão do governo sobre os pesquisadores e demais profissionais de institutos como o IBGE e IPEA e o sucateamento desses acabam colocando em dúvida todos os dados apresentados, inclusive, e sobretudo, os positivos”, acrescentou.

Segundo o coordenador da PNAD, Cimar Azeredo, foi utilizada uma projeção de população incorreta em áreas que há mais de uma região metropolitana, causando erros em alguns resultados dos estudo.

O índice de Gini domiciliar, que mede a concentração de renda, recuou em 2013 para 0,497 ante 0,499 em 2012. Na quinta-feira, o IBGE tinha informado que o índice tinha subido para 0,500.

Pelos critérios do indicador, quanto mais perto de zero menor é a desigualdade de um país.