Defesa de Cunha diz ao STF que denúncia não se sustenta

A acusação contra o presidente da Câmara se trata de um contrato de navios-sonda para a Petrobras

Brasília – O advogado Antonio Fernando de Souza, que representa o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta quarta-feira que não há nada que sustente a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República contra o parlamentar no âmbito de um contrato de navios-sonda para a Petrobras.

Ao se pronunciar no Supremo Tribunal Federal (STF) durante sessão em que a corte analisa denúncia contra Cunha, o advogado questionou as delações premiadas mencionadas pela PGR na acusação e negou que Cunha tenha recebido ao menos 5 milhões de dólares em propina em um contrato de fornecimento de navios-sonda para a estatal.