Declarações sobre filhos de Bolsonaro foram tiradas de contexto, diz Maia

Maia diz que "a família é algo sagrado e de forma alguma ele faria ataques à família do presidente, nem de ninguém"

Brasília – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), negou neste sábado que tenha feito críticas ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e ao vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) quando falou da atuação deles em relação ao pai, o presidente Jair Bolsonaro, em entrevista publicada pelo site Buzzfeed Brasil.

Em nota, Maia afirma que “as informações estão totalmente fora de contexto e que a entrevista aparenta uma agressão verbal que não ocorreu”. Ao Buzzfeed, Maia disse que Eduardo teria saído do “baixíssimo clero” para comandar uma política externa que “é essa loucura aí” e que estaria vivendo um “momento de deslumbramento”. Carlos, por sua vez, seria “doido à vontade” mas com estratégia definida por Bolsonaro nas redes sociais.

Na nota, Maia diz ainda que “a família é algo sagrado e de forma alguma ele faria ataques à família do presidente, nem de ninguém”.

 

 

Mais cedo, Bolsonaro afirmou acreditar que a entrevista não era verdadeira e disse estar “namorando” o presidente da Câmara. Os dois se encontraram durante almoço para comemorar o aniversário do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Walton Alencar Rodrigues. “Tive uma conversa maravilhosa com ele”, disse.