No PR, Richa tem 44%, e Requião, 30%

Datafolha mostrou que o governador candidato à reeleição segue liderando a disputa no Paraná

São Paulo – Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, 18, mostrou que o governador candidato à reeleição Beto Richa (PSDB) segue liderando a disputa no Paraná, com 44% das intenções de voto.

Em segundo está Roberto Requião (PMDB), com 30%. Gleisi Hoffmann (PT) tem 10%. Na pesquisa anterior, Requião tinha 28% e os demais candidatos estavam no mesmo patamar.

O candidato do PRP Ogier Buchi apareceu com 1% e os demais candidatos não pontuaram. Os votos brancos e nulos somam 6% e ‘não sabe’, 9%. A pesquisa foi encomendada pela RPC TV e pelo jornal Folha de S. Paulo.

Na simulação de segundo turno, Beto Richa venceria Requião por 51% a 36%. Na semana anterior, os porcentuais eram de 53% a 33%. Com relação à rejeição, Requião tem a maior taxa, de 25%, seguido por Gleisi (20%) e Richa (18%).

Senado

O candidato do PSDB ao Senado Alvaro Dias lidera a disputa no Paraná, com 59% das intenções de voto, de acordo com pesquisa Datafolha encomendada pela RPC TV e pelo jornal Folha de S. Paulo e divulgada há pouco no site de notícias G-1.

Os adversários Marcelo Almeida (PMDB) e Ricardo Gomyde (PCdoB) têm 6% cada.

Adilson Senador da Família (PRTB), Mauri Viana (PRP) e Professor Piva (PSOL), tem 1% cada. Castagna (PSTU) e Luiz Barbara (PTC) não pontuaram. Os votos brancos e nulos somam 9% e ‘não sabe’, 18%.

No levantamento anterior, de 15 de agosto, Alvaro tinha 57%, Gomyde, 5%, Almeida, 4%, Piva, 1%, Viana, 1%, Adilson, 1%, Luiz Barbara, 0%, e Castagna, 0%. Brancos e nulos eram 9%, e indecisos, 23%.

A pesquisa ouviu 1.256 eleitores de 46 municípios do Estado entre os dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos.

O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de três pontos prevista.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PR-00035/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00665/2014.