Datafolha: Bolsonaro tem 24%, seguido por Ciro com 13%

Ciro Gomes (PDT) subiu de 10% para 13%, Marina Silva (Rede) caiu de 16% para 11% e Geraldo Alckmin (PSDB) foi de 9% para 10%

São Paulo – Jair Bolsonaro (PSL) segue na liderança da corrida presidencial das eleições 2018 com 24% das intenções de voto, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (10).

Foram ouvidos 2.804 eleitores em 197 municípios no dia de hoje, já capturando efeitos do horário eleitoral e a repercussão da facada em Bolsonaro durante passeata em Juiz de Fora na última quinta-feira (06).

Bolsonaro ganhou dois pontos percentuais desde a última pesquisa, realizada nos dias 20 e 21 de agosto, portanto dentro da margem de erro que é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

Ciro Gomes (PDT) subiu de 10% para 13% no mesmo período, enquanto Marina Silva (Rede) caiu de 16% para 11% e Geraldo Alckmin (PSDB) foi de 9% para 10%.

Fernando Haddad, que está na chapa como vice mas deve ser anunciado amanhã como candidato do PT no lugar de Luiz Inácio Lula da Silva, oscilou de 4% para 9%.

Há quatro candidatos, portanto, tecnicamente empatados no segundo lugar.

Em seguida vem Álvaro Dias (Podemos), que oscilou de 4% para 3%, Joao Amoêdo (Novo), que foi de 2% para 3% e Henrique Meirelles (MDB), que também foi de 2% para 3%.

Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) eguem com 1% cada. A porcentagem de votos brancos e nulos caiu de 22% para 15%.

Esta foi a primeira pesquisa Datafolha em que o nome de Lula não foi incluído, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu no último dia 01 que o ex-presidente se enquadra na Lei da Ficha Limpa e não poderá ser candidato.

O prazo para substituição do cabeça de chapa acaba amanhã, salvo aceitação de recurso pendente no Supremo Tribunal Federal (STF).

Jair Bolsonaro tem a maior taxa de rejeição e perde de todos os outros candidatos pesquisados no segundo turno.

No entanto, a diferença é de apenas um ponto percentual (dentro da margem de erro) na disputa com Haddad.

Veja as taxas de rejeição, quando os entrevistados são perguntados sobre em quem não votariam de jeito nenhum e podem citar mais de um nome:

Jair Bolsonaro: 43%

Marina Silva: 29%

Geraldo Alckmin: 24%

Fernando Haddad: 22%

Ciro Gomes: 22%

Guilherme Boulos: 17%

Henrique Meirelles: 17%

Álvaro Dias: 14%

Veja os cenários de segundo turno:

Marina 43% X Jair Bolsonaro 37% (brancos e nulos: 18%)

Marina 42% X Haddad 31% (brancos e nulos: 25%)

Marina 38% X Alckmin 37% (brancos e nulos: 23%)

Ciro 41% X Marina 35% (brancos e nulos: 22%)

Ciro 39% X Alckmin 35% (brancos e nulos: 23%)

Ciro 45% X Bolsonaro 35%  (brancos e nulos: 17%)

Alckmin 43% X Bolsonaro 34% (brancos e nulos: 20%)

Alckmin 43% X Haddad 29% (brancos e nulos: 25%)

Haddad 39% X Bolsonaro 38% (brancos e nulos: 20%)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Rafael Miranda

    Eu não acredito em pesquisas do datafolha e do ibope. São historicamente fraudulentas.

  2. Rodson Servicos

    Levando se em consideração cultural e o nível de escolaridade ou o conhecimento que o povo brasileiro esta adquirindo. Entende se que não é de grande interesse o que dizem as pesquisas pois através desses meios o eleitorado pode ser manobrado não estou criticando a midia mas seria de grande responsabilidade a não publicação de pesquisas ja que sabemos que o voto e secreto. Acredito que o povo Brasileiro ja está com a mente mais aberta e menos suscetível a manobras o que talvez nos leve a ser um país mais desenvolvido. Acredito que o conhecimento que esta sendo adquirido traga grandes beneficios para o nosso desenvolvimento pois a época de um povo burro e sem cultura já está passando! Graças a tecnologias digitais ja que não aprenderam nos livros que aprendam com os outros e se certifiquem das fontes de conhecimento, pois o conhecimento ilumina!

  3. Bruno Santana

    O Geraldo está crescendo, acho que com os debates e propagandas eleitorais o povo vê que ele é o mais preparado, o que mais tem apoio e capacidade

  4. Marcia Candido

    Agora que a campanha de TV começou, Geraldo Alckmin tem tudo para crescer nas pesquisas. Ele tem um histórico de trabalho excelentes e propostas que atendem as reais necessidades do povo brasileiro.