CVM remarca sessão de julgamento de Eike no caso OSX para junho

No início do mês, a CVM havia definido que essa sessão de continuação da análise seria realizada em 30 de maio

Brasília – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) remarcou novamente a data para a continuação do julgamento do empresário Eike Batista por uso de informação privilegiada na negociação de ações da OSX, braço de construção naval do Grupo X. A nova data agora é dia 13 de junho, às 15 horas, conforme pauta divulgada no Diário Oficial da União (DOU).

O julgamento começou no dia 25 de abril, mas foi suspenso por um pedido de vista do diretor Pablo Renteria. No início do mês, a CVM havia definido que essa sessão de continuação da análise seria realizada em 30 de maio, mas, nesta segunda-feira, 15, a data foi alterada de novo.

O processo administrativo sancionador que trata do caso foi aberto em 2013 e deu origem a uma ação penal ainda em curso contra o empresário por crime contra o mercado de capitais.

Eike foi preso em janeiro por outro motivo, na Operação Eficiência, um desdobramento da Calicute, operação da força-tarefa da Lava Jato sediada no Rio de Janeiro que culminou na prisão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

Eike foi solto da prisão no fim de abril, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).