CUT pede anulação do julgamento do mensalão

Central afirma que petistas são "vítimas do autoritarismo e da obsessão por vingança do presidente do STF, Joaquim Barbosa"

Rio – Cerca de cem pessoas participaram na noite desta quinta-feira, 19, de um ato no Rio, convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), pedindo a anulação do julgamento do processo mensalão.

Vinte e cinco pessoas foram condenadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), entre elas políticos do PT, como José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares.

Na nota de convocação para o protesto, a CUT-RJ diz que os petistas são “vítimas do autoritarismo e da obsessão por vingança do presidente do STF, Joaquim Barbosa”.

A manifestação foi realizada na sede do Sindicato dos Bancários, no centro do Rio.