Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Joesley preso; “Propinolândia” no Rio e mais…

Joesley preso

O vice-governador de MG, Antonio Andrade (MDB), e o dono da JBS, Joesley Batista, foram presos nesta sexta-feira em uma operação que investiga suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura durante o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), segundo o G1. O executivo Ricardo Saud também teve mandado de prisão determinado, mas encontra-se fora do país. No total, são 62 mandados de busca e apreensão em Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso do Sul. A operação é um desdobramento da Lava-Jato, batizada de Capitu e é baseada na delação do doleiro Lúcio Funaro, apontado como operador do MDB.

Lucro da Natura mais que dobra

A fabricante brasileira de cosméticos Natura teve lucro líquido consolidado de 132,8 milhões de reais no terceiro trimestre, mais que dobro do resultado apurada um ano antes, impulsionada por despesas financeiras menores e firme resultado operacional. A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) avançou 7,2 por cento entre julho e setembro, para 478,8 milhões de reais. A Natura ainda apurou receita líquida consolidada de 3,24 bilhões de reais no terceiro trimestre, alta de 37,1 por cento ano a ano, e a margem bruta aumentou 240 pontos base, para 73,3 por cento. Só no Brasil, a companhia registrou um crescimento de 9,4 por cento nas vendas e margem bruta de 70,3 por cento.

Rota 2030 aprovada

O presidente Michel Temer sancionou, nesta quinta-feira (08), a lei que cria o programa Rota 2030. A Medida Provisória 843, de 2018 foi aprovada após uma rápida discussão em sessão no Senado teve menos de meia hora. A MP vinha de um acordo entre o Planalto, líderes de bancadas e o setor automotivo. Originalmente, o Rota 2030 era para ter sido instituído já no começo do ano. Mas alguns pontos ficaram sem acordo e a MP usada para criar a lei do novo regime automotivo caducou. No Twitter, Temer afirmou que o governo “está e continuará ao lado desta indústria que é essencial para o desenvolvimento do Brasil”. “Exemplo de nosso compromisso é o Rota 2030, aprovado hoje, chave para que a produção nacional atinja novo padrão de qualidade”, concluiu Temer.

Deputados presos no Rio

A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira uma operação para investigar a participação de deputados estaduais do Rio de Janeiro em um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro, loteamento de cargos públicos e mão de obra terceirizada em órgãos da administração estadual. A operação, chamada Furna da Onça, é um desdobramento da Operação Cadeia Velha, que levou à prisão os deputados Paulo Melo, Jorge Picciani e Edson Albertassi, todos do MDB. Desta vez, além de novos mandados contra os três, mais sete deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alejr) foram presos: André Correa (DEM), Chinquinho da Mangueira (PSC), Coronel Jairo (MDB), Luiz Martins (PDT), Marcelo Simão (PP), Marcos Abrahão (Avante), Marcus Vinícius “Neskau” (PTB). O grupo é suspeito de receber propinas em troca de aprovar sobrepreços em contratos estaduais e federais. As negociatas, segundo a Polícia Federal, eram feitas numa antessala da Alerj chamada Furna da Onça, que acabou dando o nome da operação.

Moro defende regras mais “duras”

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu o “endurecimento” das regras para o sistema prisional, nesta quinta-feira (08). Após se reunir com o atual chefe da pasta, Torquato Jardim, Moro afirmou que o sistema deve deixar de ser “leniente” com pessoas que praticaram crimes graves. “Evidentemente, a questão carcerária é um problema e nós estamos refletindo sobre ela da forma mais apropriada. É necessário ampliar vagas, é necessário eventualmente ter um filtro melhor”, afirmou Sérgio Moro.

“É inequívoco que existe no sistema carcerário, muitas vezes, um tratamento leniente ao meu ver a crimes praticados com extrema gravidade, casos de homicídio qualificado de pessoas que ficam poucos anos presas em regime fechado. Para esse tipo de crime, tem que haver um endurecimento”, acrescentou.

Romero Jucá investigado

A Polícia Federal cumpriu, nesta quinta-feira (08), nove mandados de busca e apreensão no Estado de São Paulo como parte de investigação sobre suspeita de pagamento de propina no valor de 4 milhões de reais ao senador Romero Jucá (MDB-RR) pela Odebrecht para viabilizar a edição de uma resolução do Senado em 2012. A ação que investiga Jucá com base nas delações de executivos da Odebrecht, incluindo o ex-presidente da empresa Marcelo Odebrecht. Um documento disponível no site do STF que detalha o inquérito citado pela PF na operação afirma que, segundo o Ministério Público Federal, a empresa petroquímica Braskem –uma sociedade entre Odebrecht e Petrobras– tinha interessa na aprovação da Resolução 72 do Senado, que consistiria em limitar a chamada “Guerra dos Portos”.

Ataque na Califórnia

Um ataque no estado da Califórnia deixou 13 pessoas mortas, na noite de quarta-feira (07). Um homem entrou em um bar do sul do Estado norte-americano da Califórnia e começar a disparar. Identificado como Ian Long, o autor dos disparos também morreu no local. Um número desconhecido de pessoas também sofreu ferimentos durante o ataque no Borderline Bar and Grill, bar de estilo country de Thousand Oaks, subúrbio de Los Angeles, onde uma multidão se reuniu para comer, beber e dançar. Alguns relatos nas redes sociais disseram que um homem barbudo vestindo uma capa impermeável entrou e começou a atirar. Testemunhas relataram à rede CNN que os clientes estavam no bar para a noite “College Country” de dança em linha, comidas e bebidas e que o local estava repleto de jovens. Quando os tiros começaram, algumas pessoas quebraram janelas com cadeiras para fugir. Outras testemunhas e pessoas que publicaram em redes sociais disseram que o homem pode ter disparado até 30 vezes. Outras relataram menos tiros e disseram que ele pode ter lançado bombas de fumaça.

Bye, Musk

A montadora de automóveis autônomos Tesla anunciou, nesta quinta, a nova presidente de seu conselho de administração. Robyn Denholm substituirá Elon Musk, fundador da montadora que foi obrigado a deixar o cargo, no mês passado. Denholm já é membro do conselho de administração da Tesla e precisará esperar o prazo de seis meses para se dedicar totalmente à nova função, devido a um acordo de aviso prévio com a Telstra. Nesse período, Elon Musk vai “dar todo o suporte que ela necessite em seu papel como presidente”, disse a Tesla em comunicado. Elon Musk permanece como CEO da companhia. O empresário concordou em deixar a presidência do conselho de administração da Tesla e pagar uma multa de 20 milhões de dólares num acordo com o regulador de valores mobiliários, a Securities and Exchange Commission (SEC), para encerrar um processo de fraude relacionado a publicações do executivo no Twitter. Em agosto, Elon Musk anunciou via Twitter o desejo de fechar o capital da companhia. O projeto era recomprar ações a 420 dólares, 30% acima da cotação de mercado (ou um prêmio de 15 bilhões de dólares para uma empresa que valia 50 bilhões).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s