Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

ÀS SETE - Sebastián Piñera assumiu neste domingo, pela segunda vez, a presidência do Chile, novamente recebendo a faixa de Michele Bachelet

Janot critica o “convescote” de Temer

O ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot, usou o Twitter para se manifestar contra o encontro entre o presidente Michel Temer e a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, que aconteceu na casa da ministra neste sábado. “Causa perplexidade que assuntos republicanos de tamanha importância sejam tratados em convescotes matutinos ou vespertinos”, criticou o ex-chefe do Ministério Público. A reunião que não constava da agenda oficial do presidente, ocorreu cinco dias depois de o ministro do STF Luís Roberto Barroso determinar a quebra do sigilo bancário de Temer no âmbito do inquérito que investiga irregularidades na elaboração da Medida Provisória 595, conhecida como MP dos Portos — foi a primeira vez que isso aconteceu com um presidente no exercício do mandato.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Executivos longe da BRF

Os executivos da BRF libertados pela justiça na última sexta-feira não poderão reassumir seus cargos na empresa e devem se manter afastados de quaisquer unidades da empresa, inclusive laboratórios, informou no sábado o Ministério Público Federal. O pedido de ações cautelares foi acatado pela Justiça sob a alegação de que a permanência dos executivos nos cargos traria o risco de interferência em investigações ainda em curso sobre as fraudes ocorridas na empresa nos processos de fiscalização sanitária. O ex-presidente da BRF Pedro Faria, o ex-vice-presidente Helio dos Santos e outros quatro executivos foram libertados na sexta-feira, ao fim do período de cinco dias de prisão temporária.

“Eleição” em Cuba

Neste domingo, 11 de março de 2018, os moradores de Cuba foram às urnas, depositaram seu voto e, logo, 605 pessoas serão confirmadas como deputados da nação para os próximos próximos cinco anos. Segundo a Lei Eleitoral Cubana, os futuros representantes políticos da nação são nomeados por sindicatos, organizações de massas, associações diversas e unidades militares. O processo eleitoral, que termina no dia 19 de abril, deve terminar com a escolha de Miguel Mario Díaz-Canel Bermúdez, 57 anos, como o substituto do ditador Raul Castro, de 86 anos. Ainda assim, Castro deve permanecer como Secretário Geral do Partido Comunista Cubano, e continuará tendo a palavra final sobre os destinos do país.

China aprova fim de limites para Xi

Os legisladores chineses acabaram formalmente com os limites do mandato para a presidência de Xi Jinping, abrindo caminho para um governo vitalício do atual líder do país. Dos 2.964 delegados que votaram sobre a matéria no Congresso Nacional do Povo neste domingo, 2.958 se declararam a favor de revogar um limite de 10 anos para mandatos presidenciais, juntamente com uma série de outras mudanças constitucionais visando consolidar o poder de Jinping e do Partido Comunista Chinês. A votação acabou com uma regra de 35 anos implementada após a morte de Mao Tsé-Tung em 1976, cujo governo autocrático foi marcado por desastres políticos e violência nas disputas por poder.

Piñera assume no Chile

Sebastián Piñera assumiu neste domingo, pela segunda vez, a presidência do Chile, novamente recebendo a faixa de Michele Bachelet. Piñera governou o país entre 2010 e 2014, quando conseguiu levar o país com taxas de crescimento na casa dos 5%. Agora, assume com novas promessas de revitalização econômica com a volta de investidores internacionais. Uma novidade será vista no Legislativo. Maya Fernández, a neta mais nova do ex-presidente Salvador Allende, foi escolhida presidente da Câmara dos Deputados do Chile, após a formação do novo Congresso, que havia sido eleito em 19 de novembro do ano passado. Filiada ao Partido Socialista, Fernández representa um distrito de Santiago e cumprirá a partir de hoje o seu segundo mandato como parlamentar.

Trump e Kim nos EUA?

Raj Shah, secretário-adjunto de imprensa da Casa Branca, deixou em aberto a possibilidade do presidente americano, Donald Trump, encontrar o líder norte-coreano Kim Jong-un nos Estados Unidos. Shah participou do programa “This Week”, da ABC, e foi questionado pelo anfitrião Jonathan Carl se a reunião poderia ser na Casa Branca. Ele respondeu que “nada está sendo excluído de antemão” e manteve a posição quando perguntado sobre a possibilidade de um encontro em Pyongyang, capital da Coreia do Norte. “Não acho que seja muito provável, mas novamente, não gostaria de eliminar nada previamente”, disse Shah.

As vitórias de Uribe na Colômbia

O ex-presidente Álvaro Uribe, principal rival do atual presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e do acordo de paz com os terroristas das Farc, colecionou diversas vitórias na eleição legislativa deste domingo, 11 de março. Em primeiro lugar, Uribe conquistou uma boa liderança no próximo Senado. Com mais de 700.000 votos, ele já está sendo considerado o senador mais bem votado da história do país. Seu partido, o Centro Democrático, provavelmente conseguirá formar maioria no próximo Parlamento aliando-se com outras legendas de centro-direita, sob o comando de Iván Duque, pupilo de Uribe e tido como favorito para as próximas eleições presidenciais. Com o resultado, Uribe e seus colegas podem atrapalhar a implementação do acordo de paz assinado entre o presidente Juan Manuel Santos e os terroristas das Farc em setembro de 2016.