Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

ÀS SETE - Rumores apontam que Meirelles pode se tornar o vice-candidato na chapa presidencial liderada pelo governador de SP Geraldo Alckmin

Ipsos: Temer tem 4%

Faltando sete meses para as eleições presidenciais, nenhum dos pré-candidatos vinculados ao governo e ao centro político tem taxa de aprovação superior a dois dígitos, segundo o Barômetro Político Estadão-Ipsos, pesquisa de opinião pública que todos os meses avalia a imagem de personalidades do mundo político e do Judiciário. O presidente Michel Temer, que cogita disputar a reeleição pelo MDB, é aprovado por apenas 4% da população, de acordo com o levantamento do instituto Ipsos. Feita na primeira quinzena de fevereiro, a pesquisa não captou os efeitos da intervenção federal na área de segurança pública no Rio de Janeiro.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

O novo contratado de Gilmar Mendes

O advogado André Callegari hoje é um dos responsáveis pela defesa de Joesley Batista, mas em breve terá um segundo empregador: Gilmar Mendes. De acordo com a coluna Radar, do site de VEJA, Callegari vai assumir aulas no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), centro de estudos do qual o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) é mantenedor. Callegari, que é advogado criminalista, também é doutor e Pós-Doutor em Direito Penal pela Universidad Autónoma de Madrid, na Espanha. Ele já é professor adjunto da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), no Rio Grande do Sul.

Meirelles vice?

Da lista de possíveis presidenciáveis para as eleições de 2018, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), que pontua apenas 1% nas intenções de voto segundo o último Datafolha, pode se tornar o vice-candidato na chapa presidencial liderada pelo governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB). As informações são da colunista Eliane Catanhêde, do jornal O Estado de S. Paulo. Há algumas semanas, Meirelles admitiu que estaria cogitando entrar na corrida pelo Palácio do Planalto neste ano. Na semana passada, participou até do Programa do Ratinho, no SBT, e tratou de temas como qualquer pré-candidato.

Morre Raul Randon

Na noite do último sábado, Raul Anselmo Randon morreu aos 88 anos no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em decorrência de complicações médicas. Seu Raul, como era chamado, foi um ícone do empreendedorismo ao criar há mais de sessenta anos as empresas Randon, do segmento de implementos para transportes. Apenas em 2017, até o mês de novembro, a Randon faturou 3 bilhões de reais. A sede da empresa é localizada em Caxias do Sul, na serra gaúcha, onde o fundador passou maior parte de sua vida – ele nasceu em Tangará, em Santa Catarina.

México e Chile brilham no Oscar

O Oscar comemorou seus 90 anos com uma festa-padrão. Apesar de todo o clima político que cercava o evento, não houve discursos arrebatados — Frances McDormand foi a honrosa e maravilhosa exceção — nem surpresas na distribuição dos prêmios. A Forma da Água, do mexicano Guillermo Del Toro, fez aquilo que se esperava dele e levou a maior parte das estatuetas da noite, incluindo as de melhor filme e diretor. Em um discurso em que lembrou que é imigrante — e desterrado –, o mexicano Guillermo Del Toro procurou insuflar coragem e esperança. Dunkirk ficou em segundo lugar em número de prêmios, com três estatuetas de categorias técnicas. Três Anúncios para um Crime, cotado para o principal troféu da noite, ganhou nas categorias de melhor atriz, para Frances McDormand, e ator coadjuvante, com Sam Rockwell. O filme chileno Uma Mulher Fantástica ganhou o prêmio de melhor filme estrangeiro.

Coalizão na Alemanha, enfim

O Partido Social-Democrata (SPD) anunciou neste domingo que dois terços de seus filiados aprovaram uma coalizão com a chanceler Angela Merkel, o que abre caminho para a formação de um quarto governo Merkel depois de seis meses de indefinição. No longo processo de negociação com Merkel, o SPD conseguiu negociar assumir seis ministérios, entre eles o considerado o mais importante, o das Finanças, que deve ser ocupado pelo prefeito de Hamburgo, Olaf Scholz.

O Sul visita o Norte

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, enviará uma delegação para a Coreia do Norte nesta segunda-feira para discutir assuntos nucleares e ajudar na retomada de diálogo entre Pyongyang e Washington, disseram autoridades sul-coreanas neste domingo. Será a primeira delegação sul-coreana a visitar o Norte me dez anos. A comitiva será liderada pelo diretor de segurança nacional, Chung Eui-yong.