CPI da Funai e do Incra convoca presidente da Samarco

Na sessão desta manhã da comissão, também foi aprovado um convite para ouvir em depoimento Dejanira Krenak, irmã do pajé Ernani Krenak

Brasília – A CPI da Funai e do Incra da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 26, a convocação do presidente da mineradora Samarco, Ricardo Vescovi.

Os deputados querem ouvir as explicações da mineradora sobre o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

Um dos parlamentares a protocolar o requerimento, o líder do PV, deputado Sarney Filho (MA), alegou que a comissão deve ouvir a mineradora porque a tragédia colocou em risco a sobrevivência dos índios Krenak.

Na sessão desta manhã da comissão, também foi aprovado um convite para ouvir em depoimento Dejanira Krenak, irmã do pajé Ernani Krenak.

“Essa CPI tem um vínculo estreito com a questão indígena, não apenas relacionada aos conflitos, mas também às questões que dizem respeito a sobrevivência. A convocação pela CPI é pertinente tendo em vista que o rompimento da barragem colocou em risco a sobrevivência do povo Krenak, etnia que vive quase exclusivamente dos recursos do Rio Doce”, justificou.

Sarney Filho alegou também que a CPI pode suprir lacunas na tragédia ambiental, uma vez que quatro comissões da Câmara teriam convidado representantes da empresa e eles não compareceram.

Como se trata agora de convocação, Vescovi é obrigado à comparecer na CPI.

O rompimento da barragem aconteceu no dia 5 de novembro e provocou uma onda de lama que deixou ao menos 13 mortos, mais de uma dezena de desaparecidos e um rastro de destruição da fauna e da flora ao longo do Rio Doce.