Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Bolsonaro tem queda de popularidade; Cortes de mais bolsas; Dorian mata cinco nas Bahamas

Queda de popularidade

Duas pesquisas divulgadas nesta segunda-feira 2 apontam a queda na aprovação do governo de Jair Bolsonaro após oito meses de sua gestão. De acordo com dados da XP/Ipespe, 41% dos brasileiros consideram o governo ruim ou péssimo, enquanto 30% o consideram bom ou ótimo e 37% o avaliam como regular. A pesquisa foi feita entre os dias 27 e 29 de agosto por meio de 1.000 entrevistas de abrangência nacional. Os dados encontrados pela XP/Ipespe são parecidos com os da pesquisa Datafolha divulgada na manhã desta segunda. Segundo o instituto, o governo é reprovado por 38% e aprovado por 29% da população. Uma parcela de 30% dos entrevistados classifica o governo como regular. Desde o último levantamento, divulgado em julho, a taxa reprovação do governo teve um aumento percentual de cinco pontos.

Capes anuncia corte de mais 5.613 bolsas de mestrado e doutorado

O governo Jair Bolsonaro anunciou o corte de mais 5.613 bolsas de pós-graduação que seriam ofertadas a partir de setembro pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a principal financiadora de pesquisas de pós-graduação do país. O congelamento, que passa a vigorar a partir deste mês soma-se a outras 6.198 bolsas que haviam sido bloqueadas no primeiro semestre de 2019. Ao todo, isso corresponde a 5,57% do total de vagas ofertadas pelo sistema neste ano. O bloqueio foi anunciado nesta segunda-feira 2 pelo presidente da instituição Anderson Ribeiro Correa, e é reflexo da redução do orçamento da instituição. Haviam sido reservados para este ano 4,250 bilhões de reais, dos quais 819 milhões foram bloqueados. Ao anunciar os números, Correa afirmou que o novo bloqueio representa 544 milhões de reais que deixam de ser investidos nas bolsas em quatro anos. O cálculo foi feito a partir do montante que seria investido em quatro anos. Não há informações se as bolsas atingidas agora serão retomadas. Para 2019, a medida representa 37,8 milhões de reais a menos de investimento em pesquisas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Mercado financeiro eleva a 0,87% previsão para o PIB de 2019

Economistas do mercado financeiro ouvidos pelo Banco Central (BC) projetam um Produto Interno Bruto (PIB) de 0,87% no ano, segundo consta nesta segunda-feira, 2, no Boletim Focus. Na semana passada, a previsão era de 0,80%. A meta para a inflação caiu de 3,65% para 3,59%. Esse foi o primeiro relatório divulgado após o anuncio de alta de 0,4% no PIB do segundo trimestre do país, anunciado na quinta-feira 29 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), resultado acima do esperado, mas que ainda reflete uma recuperação lenta da economia do país. O Boletim Focus é divulgado semanalmente pelo BC com as previsões do mercado financeiro para os principais índices da economia brasileira. Os economistas começaram o ano otimistas com o desenvolvimento de investimentos e o setor produtivo, chegando a prever o PIB a 2,57%. Sem a retomada esperada, a previsão virou de “pibinho” depois vinte semanas consecutivas de reajuste para baixo da taxa e a partir de meados de junho oscila na casa dos 0,8%.

Racha bilionário na família Safra pode dar origem a um banco digital

Um desentendimento na família Safra, dona do quarto maior banco brasileiro em ativos, pode ter implicações bilionárias. De acordo com executivos ligados à instituição ouvidos por EXAME, o lançamento da carteira digital do Safra provocou um racha entre os irmãos Alberto, de 40 anos, e Davi, de 35, responsáveis pelos negócios do Safra desde 2012. Quando Alberto, responsável pela área de empresas, lançou a wallet em julho, Davi disse que o produto tinha mais sinergia com o público de pessoas físicas, que fica sob seu guarda-chuva na divisão. A decisão coube ao pai Joseph, maior acionista do banco e homem mais rico do Brasil (segundo a revista Forbes, tem 22,8 bilhões de dólares). Ele concordou com Davi. Nesse momento, Alberto preferiu se afastar. Quem assumiu suas funções foi o outro irmão, Jacob, que mora na Suíça e cuida da área internacional do Safra.

Ivanka Trump viaja à América do Sul

Assessora e filha do presidente dos Estados Unidos, Ivanka Trump inicia nesta terça-feira uma viagem por três países da América do Sul, com primeira parada na Colômbia, com uma agenda focada no empoderamento feminino. “A visita de Ivanka Trump à Colômbia é chave pelo grande compromisso que ela tem com as mulheres do mundo. Ela tem a capacidade de convocar outras lideranças e a comunidade internacional”, afirmou a vice-presidente da Colômbia, Marta Lucía Ramírez, em mensagem postada nas redes sociais. Ivanka deve chegar ainda na segunda-feira a Bogotá, primeira etapa da excursão pela América do Sul, que termina na sexta-feira e incluirá passagens por Argentina e Paraguai. Na Colômbia, a filha do presidente se reunirá com mulheres empreendedoras e com beneficiárias de bolsas de estudos sobre temas ligados ao narcotráfico. Em 2017, Ivanka lançou o programa 2X América, com o qual os Estados Unidos destinarão 150 milhões de dólares e buscarão investimentos do setor privado para facilitar o acesso ao crédito às mulheres empreendedoras na América Latina.

Dorian mata cinco nas Bahamas

O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, informou nesta segunda-feira que ao menos cinco pessoas morreram nas Ilhas Ábaco por causa da passagem do furacão Dorian, que atinge o arquipélago na categoria 4. Minnis disse ainda que há pessoas na ilha próxima de Grande Bahama que enfrentam grave perigo. O premiê garantiu que os bombeiros responderão aos pedidos de ajuda assim que possível. Minnis afirmou que muitas casas e edifícios foram gravemente danificados ou mesmo destruídos por causa do furacão. “Estamos em meio a uma tragédia histórica”, lamentou.

Dorian: parques fecham mais cedo

Funcionários do Walt Disney World informaram nesta segunda-feira 2, que seus quatro parques temáticos encerrarão as atividades nesta terça-feira, 3, a partir das 15h (local, 14h em Brasília) em razão da chegada do furacão Dorian à Flórida. Eles informaram ainda que devem fechar o parque aquático, seus campos de golfe em miniatura e seus restaurantes e lojas da Disney Springs no mesmo horário. Sua área de acampamento fechará no mesmo horário e ficará sem operar até que o furacão deixe a costa da Flórida. Os hóspedes que estão acampados serão transferidos para outros hotéis da Disney World.

Alívio em Hong Kong

A chefe-executiva de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou nesta quarta-feira a retirada do projeto de lei que facilitava a extradição para a China. Foi essa proposta que disparou as manifestações que já duram três meses e se concentram agora em pedidos por mais democracia no território semi-autônomo da China. A notícia fez a bolsa de Hong Kong subir 3,9% nesta quarta-feira, a maior alta em um ano.