Corrida de São Silvestre reunirá mais de 27 mil atletas

O percurso será igual ao de 2012, com largada na Avenida Paulista, perto da Rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero

São Paulo – Mais de 27 mil atletas brasileiros e estrangeiros participam hoje (31) da 89º edição da Corrida Internacional de São Silvestre, na capital paulista.

O total supera os 25 mil corredores que se inscreveram no ano passado. Eles disputam a tradicional prova de 15 quilômetros (km).

O percurso será igual ao de 2012, com largada na Avenida Paulista, perto da Rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, na mesma avenida.

O pelotão de elite feminino iniciará o trajeto às 8h40. A elite masculina e os participantes em geral largam às 9h.

Este é o segundo ano em que a prova ocorre de manhã. Desde a criação da corrida, que celebra a passagem do ano, foram 64 edições à noite e 23 à tarde.

De acordo com a organização, representantes de 41 países de quatro continentes participam da prova em 2013.

Entre os destaques estão os campeões da São Silvestre no ano passado, os quenianos Edwin Kipsang e Maurine Kipchumba.

Com o melhor tempo entre os homens, ele concluiu o percurso em 44 minutos e quatro segundos.

A queniana venceu a prova feminina com a marca de 51 minutos e 42 segundos.

A última vez em que o Brasil esteve no topo do pódio masculino foi em 2010, com Marilson dos Santos. No feminino, o feito não ocorre desde 2006, quando a atleta Lucélia Peres venceu a corrida. Neste ano, os atletas nacionais vão buscar recuperar essa posição.

O corredor Giovani dos Santos, quarto colocado no ano passado, encabeça a lista de destaques brasileiros. Entre as mulheres, Tatiele de Carvalho, que conquistou o sexto lugar no ano passado, briga para melhorar a colocação.

Durante todo o trajeto da corrida, interdições no trânsito foram feitas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os bloqueios começaram às 16h de ontem (30).

O percurso passará por pontos turísticos importantes de São Paulo, como o Memorial da América Latina, complexo idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, na Barra Funda. Ao chegarem à Praça Ramos de Azevedo, no centro da capital, por exemplo, os corredores passarão pelo Teatro Municipal, o Viaduto do Chá e o Largo de São Francisco.