Convido Dilma a fazer campanha de alto nível, diz Aécio

O tucano disse que não trata "um adversário como um inimigo a ser abatido de qualquer forma" e que está numa campanha política, não em uma guerra

Brasília – O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta quarta-feira, 8, que pretende fazer uma campanha de propostas para a disputa do segundo turno, além de “feliz, alegre, de alma leve”, contra a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT).

O tucano disse que não trata “um adversário como um inimigo a ser abatido de qualquer forma” e que está numa campanha política, não em uma guerra.

“Convido a candidata oficial, a senhora presidente da República a fazer uma campanha de alto nível, onde ela possa dizer o que pensa sobre o Brasil, como vai fazer para a economia voltar a crescer ou para controlar a inflação”, disse.

Aécio participou há pouco de um ato político no Memorial Juscelino Kubitschek, em Brasília, onde o PSDB fez o lançamento formal da campanha de segundo turno.

No evento, ele voltou a afirmar que representa a mudança política no país, em resposta indireta ao governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), que disse ontem que o tucano é o candidato da “alternância de poder” e não um símbolo de mudança.

“Muito mais do que a aliança de um partido ou uma aliança partidária, eu sou agora o candidato da mudança verdadeira”, afirmou.