Consumidores ficaram 17,61 horas sem luz em 2014, diz Aneel

Segundo a agência, no ano passado, os consumidores ficaram em média 17,61 horas sem luz, 39 minutos menos do que o registrado em 2013

Brasília – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta quinta-feira, 5, o ranking de qualidade do serviço das distribuidoras de eletricidade em 2014.

De acordo com o órgão, pelo segundo ano seguido, a duração das interrupções do fornecimento (DEC) no país caiu.

No ano passado, os consumidores brasileiros ficaram em média 17,61 horas sem luz, 39 minutos menos do que o registrado em 2013.

Segundo a Aneel, a frequência das quedas de energia (FEC) também diminuiu em 2014.

Na média nacional, cada consumidor passou por 9,94 interrupções no fornecimento de luz no ano passado. Em 2013, foram registrados 10,49 blecautes em média para cada usuário.

Dentre as 36 empresas de distribuição de grande porte, com o mercado faturado anual superior a 1 terawatt (TWh), a que apresentou melhores resultados em 2014 foi a CPFL Santa Cruz, que tomou a liderança do ranking da cearense Coelce no ano passado.

Entre as maiores companhias do País, a Cemig foi a que apresentou a maior evolução no ranking, subindo dez posições em 2014, chegando ao 7º lugar. Já a Eletropaulo caiu três posições e agora ocupa o 14º lugar. A paranaense Copel caiu sete posições, indo para a 22º lugar, e a gaúcha AES Sul despencou 12 posições, ficando em 24ª. Mesmo subindo oito posições em 2014, a Light ainda ocupa o 28º lugar nesse grupo, do qual a goiana Celg passou a ser a última, em 36º lugar.

Considerando as 27 empresas de menor porte, a Forcel ocupa o primeiro lugar do ranking, enquanto a Eletroacre registrou a pior qualidade do serviço em 2014.