Congresso tem toda responsabilidade sobre ajuste, diz Gabas

O ministro da Previdência Social disse que o Congresso "tem toda a responsabilidade do mundo" ao apreciar as medidas de ajuste fiscal

Brasília – Em meio ao agravamento da crise na articulação política do Palácio do Planalto, o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, disse na tarde desta quinta-feira, 5, que o Congresso Nacional “tem toda a responsabilidade do mundo” ao apreciar as medidas de ajuste fiscal.

O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na última terça-feira, 3, a devolução da medida provisória que trata da desoneração da folha de pagamento das empresas, contrariando a presidente Dilma Rousseff e colocando em xeque o ajuste fiscal pretendido pelo Palácio do Planalto.

“O Congresso tem toda a responsabilidade do mundo, tenho absoluta convicção de que o Congresso tomará as medidas necessárias propostas pelo governo e ajudará a solucionar o problema do nosso enfrentamento agora de uma dificuldade fiscal”, comentou Gabas, em uma rápida conversa com jornalistas no Palácio do Planalto.

“É preciso resolver isso para o País voltar a crescer.”

Na última quarta-feira, 4, Dilma se reuniu com líderes da base aliada na Câmara e no Senado para tentar garantir a aprovação do pacote de ajuste fiscal e eliminar a resistência de parlamentares às medidas anunciadas pelo governo.