Congresso inicia sessão para votar vetos presidenciais

Para obstruir trabalhos, o líder do DEM, deputado Mendonça Filho, apresentou questão de ordem pedindo que cada um dos vetos seja votado de forma individualizada

Brasília – Começou na tarde desta terça-feira a sessão do Congresso Nacional convocada para apreciar 38 vetos presidenciais, pré-requisito para que o projeto que altera a meta do superávit primário seja votado.

Para obstruir os trabalhos, o líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE), apresentou uma questão de ordem pedindo que cada um dos vetos seja votado de forma individualizada.

Com isso, a oposição espera atrasar ao máximo a conclusão da votação dos vetos para tentar barrar a mudança na meta fiscal.

A base aliada, por sua vez, defende que a votação das quase 40 propostas vetadas seja feita em uma cédula única, o que aceleraria o processo.

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), já sinalizou que deve ser este o procedimento adotado.

Um acordo costurado com o PMDB prevê que apenas dois vetos serão votados em separado e a expectativa é que eles sejam derrubados: o que regulamenta a criação de novos municípios e mudanças na minirreforma eleitoral.