Ex-PM sobe em torre e fecha aeroporto de Congonhas

Homem havia sido afastado da corporação por problemas psiquiátricos, segundo Polícia Militar. Ele subiu em torre de aproximação, fechando o aeroporto para pousos

São Paulo – Um ex-policial militar subiu em uma das torres do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, no fim da tarde desta sexta-feira. PMs e bombeiros tiveram que negociar para que ele, armado com um facão e com uma corda amarrada ao pescoço, se entregasse.

Segundo a PM, o homem foi afastado da corporação por problemas psiquiátricos. A identidade dele ainda não foi revelada. Antes de se render, ele teria atirado objetos em chamas nos oficiais. 

Toda a ação, que contou com ajuda de helicópteros da corporação, complicou a sexta-feira na capital paulista.

O aeroporto ficou fechado para pousos das 17h37 às 19h, segundo a Infraero. Embora as decolagens não tenham sido interrompidas, vários voos permanecem atrasados desde às 17h52, já que as aeronaves não puderam aterrisar. Entre pousos e decolagens, sete voos foram cancelados, de acordo com a Infraero.  

A torre de aproximação escalada pelo homem fica entre as pistas da Avenida Washington Luís, que por causa da ocorrência ficou fechada por cerca de uma hora, mas já foi liberada. O congestionamento na região, às 19h25 de hoje, chegava a quase nove quilômetros, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).