Confirmada a nona morte por febre amarela no estado do Rio

A última morte por febre amarela no estado tinha sido de uma moradora de Nova Friburgo, na região serrana do Rio

A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro confirmou na tarde de hoje (11) mais uma morte por febre amarela no estado. Agora, são nove as mortes causadas pela doença no Rio. A identidade, sexo ou idade da vítima não foi informada.

Até o momento, o Rio contabiliza 25 casos de febre amarela neste ano, depois de confirmado nesta sexta-feira mais um caso em Silva Jardim, cidade onde já foi registrado um caso com morte.

A última morte por febre amarela no estado tinha sido de uma moradora de Nova Friburgo, na região serrana do Rio, que tinha contraído a doença em Casemiro de Abreu, na Baixada Litorânea, onde oito casos foram confirmados.

Em junho, tinha sido confirmada a oitava morte no estado: um morador de Macaé, na região norte, onde já se registraram quatro casos, com duas mortes.

Em Porciúncula, houve dois casos de morte. Os demais casos de contaminação estão dispersos pelos municípios de Maricá, com duas mortes confirmadas, Casimiro de Abreu, com uma, Silva Jardim e Santa Maria Madalena, com um óbito, cada.

Em maio passado, a Secretaria de Saúde informou que ampliaria a vacinação contra a febre amarela em Petrópolis, também na região serrana, dentro da estratégia de priorizar os municípios mais vulneráveis.