Como pode ficar o Congresso Nacional após as eleições

Veja como deve ficar a bancada de cada partido no Senado e na Câmara dos Deputados após a votação de domingo. PT e PMDB devem continuar sendo maioria

São Paulo – Embora as eleições para presidente e governadores mobilizem mais as atenções dos eleitores, os escolhidos para sentar nas 513 cadeiras da Câmara dos Deputados e nas 27 cadeiras que vagam no Senado têm um papel muitas vezes mais importante para os rumos do país do que os chefes do poder executivo.

Pensando nisso, o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamenta (Diap) elaborou um prognóstico de como podem ficar Senado e Câmara após a votação deste domingo.

Senado

Nas eleições deste ano, apenas um terço das cadeiras do Senado serão renovadas. Isto é, dos 81 senadores, 27 estão em fim de mandato. Destes, 11 não estão disputando nenhum cargo, 10 tentam a reeleição, 3 estão na briga para uma vaga na Câmara, um é candidato a vice-governador e outro é candidato a deputado estadual. Segundo o Diap, entre os 10 que tentam mais um mandato, apenas 5 tem reais chances de conseguir ficar na Casa por mais 8 anos. 

O cenário deve sofrer poucas alterações do ponto de vista partidário. O PMDB deve continuar com a maior bancada, seguido de PT e PSDB. 
 
O levantamento não considera as mudanças que podem acontecer caso algum dos senadores que têm mandato até 2019 esteja concorrendo para outro cargo e deixe o Senado.

O cálculo foi feito com base em pesquisas eleitorais, tempo de rádio e televisão, poder político das coligações, poder econômico da chapa e também no fato de o candidato ser ou não detentor de mandato. 

Veja a seguir como deve ficar a composição do Senado no pior e no melhor cenário para cada partido, de acordo com o levantamento feito pelo Diap:

Partido Número de senadores atualmente Senadores em fim de mandato Pior cenário Melhor cenário
PMDB 20 6 16 20
PT 14 3 13 17
PSDB 12 6 9 11
PSB 4 0 5 7
PDT 5 2 3 5
PR 3 1 2 3
DEM 4 2 3 5
PSD 1 0 2 3
PP 5 1 4 5
PTB 6 5 2 3
PcdoB 2 1 1 2
PROS 1 0 1 2
PSOL 1 0 1 2
SD 1 0 1 2
PRB 1 0 1 1
PSC 1 0 1 1

Câmara dos Deputados

Na Câmara, o levantamento mostra que deve haver uma redução das bancadas dos principais partidos. Além disso, o número de partidos representados na Casa deve passar de 22 para 28.  PT e PMDB, que têm as duas maiores bancadas, vão perder deputados mas continuarão com o maior número de parlamentares. 

A projeção foi feita com base em serviços prestados, vinculação a grupos políticos, econômicos e sociais, influência regional, estrutura partidária e apoio financeiro. 

Além disso, segundo o Diap, foram feitas consultas a jornalistas, parlamentares, pesquisas eleitorais, especialistas, e também partiu-se do pressuposto que os candidatos à reeleição, deputados estaduais, vereadores de capitais e ex-prefeitos de grandes centros, bem como os suplentes bem votados na eleição de 2010, dependendo da coligação, são competitivos.

Veja como deve ficar a Câmara:

Partido Bancada atual Pior cenário Melhor cenário
PT 88 70 95
PMDB 72 48 73
PSD 45 29 48
PSDB 44 36 53
PP 40 29 41
PR 32 23 32
DEM 28 20 25
PSB 24 23 34
SD 21 16 20
Pros 20 15 20
PTB 18 18 27
PDT 18 13 18
PCdoB 15 12 20
PSC 12 11 16
PRB 10 10 16
PV 8 9 14
PPS 6 9 11
Psol 3 2 4
PMN 3 3 4
PTdoB 3 3 4
PRP 2 2 4
PEN 1 1 3
PTC 0 1 2
PHS 0 1 2
PRTB 0 1 2
PSDC 0 1 2
PTN 0 0 1
PSL 0 1 2