Comissão do Senado aprova parecer sobre impeachment de Dilma

Processo segue para o plenário da Casa; se a maioria dos senadores aceitarem abrir o processo contra Dilma, ela será afastada por 180 dias

São Paulo — Por 15 votos a 5, a comissão especial que analisa o impeachment de Dilma Rousseff no Senado aprovou, nesta sexta-feira (06) o parecer do relator Antonio Anastasia (PSDB-MG), favorável a continuação do processo contra a presidente.

O único membro do colegiado que não votou foi o senador Raimundo Lira (PMDB-PB), que preside a comissão. Ele disse que, de acordo com o regimento da Casa, só poderia declarar o voto em caso de empate. 

https://exame.abril.com.br/brasil/ferramentas/placar-comissao-impeachment/

Veja como cada senador votou 

Agora a decisão será lida no plenário e publicada no Diário Oficial do Senado. Depois de dois dias, o relatório é incluído na ordem do dia e votado pelos senadores. O mais provável é que essa votação seja na próxima quarta-feira (11). 

Se a maioria simples dos senadores decidirem pela admissibilidade do processo, Dilma é afastada por 180 dias e Michel Temer assume como presidente interino. Levantamento realizado por EXAME.com mostra que 50 dos 81 senadores devem votar “sim” pela abertura do processo.