Comissão aprova a volta da obrigatoriedade dos extintores ABC

Decisão de 2015 que tornou o extintor apenas facultativo em automóveis é questionada por deputados

Quase dois anos após a polêmica da obrigatoriedade ou não dos extintores de incêndio do tipo ABC em automóveis, a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados voltou a aprovar o retorno do extintor como item obrigatório.

Os extintores do tipo ABC iriam se tornar obrigatórios a partir de outubro de 2015. Na época, a medida provocou um grande aumento nas vendas do equipamento.

Duas semanas antes do prazo, porém, a resolução 556/15 do Contran tornou sua presença apenas facultativa.

Na época, o Contran justificou a decisão com um estudo de 90 dias que constatou a baixa incidência de incêndios dentro do volume total de acidentes com veículos, e que o uso do extintor sem preparo representaria mais risco ao motorista do que o incêndio em si.

O novo texto do Projeto de Lei 3404/15 do deputado Moses Rodrigues (PMDB-CE) questiona essa justificativa.

Para o deputado, “não é plausível que o Contran, de um momento para outro, entenda que o extintor de incêndio não é mais considerado item de segurança do veículo e decida tornar facultativo o seu uso, deixando vulneráveis os ocupantes dos veículos em caso de incêndio”.

O relator do projeto, o deputado Remídio Monai (PR-RR), concorda com o argumento de Rodrigues. Segundo ele, “o custo do extintor de incêndio é insignificante em relação ao custo do próprio veículo, ainda mais se considerarmos os benefícios advindos de sua adequada utilização”.

Hoje encontráveis por até R$ 50,00, na época os extintores do tipo ABC chegaram a custar R$ 150,00 devido à intensa procura, ocasionando até mesmo fila de espera e acusações de fraudes.

Logo após a decisão do Contran de tornar o equipamento apenas facultativo (mantendo a obrigatoriedade apenas para veículos de transporte como ônibus, caminhões, triciclos de cabine fechada e veículos destinados ao transporte de produtos inflamáveis), a procura despencou drasticamente.

Após a aprovação pela Comissão de Viação e Transportes, o projeto 3404/15 ainda precisa ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de ser votado pelo Plenário.

Este conteúdo foi publicado originalmente no site da Quatro Rodas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo R. Mazzocato

    Olha o contato do Pilantra do Deputado valos encher ele de mensagens
    http://mosesrodrigues.com.br/fale-com-moses

  2. Alexandre Morais

    Pra desenterrar esse assunto esse Deputado deve estar recebendo alguma propina pois e tomada que a PF investigue esse sujeito! Porque tem que ser obrigatorio e não opcional se o veiculo é meu eu decido se quero ou não! Eu acho que devemos fazer uma corrente contra esse projeto que visa apenas o lucro do Empresarios do ramos de extintores!

  3. Misael Bandeira Silveira

    Acho válido o comparativo de valores do carro e o custo do extintor.
    Eu mesmo mantenho um extintor em meu carro. Prefiro ter e nunca precisar usar, do que precisar e não ter um para utilizar.
    O custo de equipamento, em relação ao veículo é irrisório. Agora, sou totalmente contra a obrigatoriedade. Cada um sabe de si. Se optar por não ter um equipamento de proteção a mais, que se exploda. Problema de quem não quer ter. Não acho que um deputado tenha competência para julgar e impor o que é melhor para cada pessoa. Cada um sabe de si.

  4. Edgar Oliveira

    Cambuzada de vagabundos e fdps esses politicos,axo q a mae desse deputado trabalha na fabrica de extintores de fio dental neh,so pode seus ladroes…affff fdps

  5. Udo Schmiedt

    propina que estes deputados querem com mais esta falcatrua contra o povo, fora com eles não votem mais neles nunca mais !!!!

  6. Alberto Mariano Silva

    Poe casaco, tira casaco!!!!

  7. Usei o extintor em um acidente que presenciei e depois disso minha visão mudou completamente sobre a obrigatoriedade dos extintores. Sabemos que nada obrigatório é bom, mas no caso do extintor, tem que ser pois esquecemos dele, porém na hora do incêndio é melhor tê-lo em maos.
    Senas fortos do motorista sendo incendiado e extintores automotivos apagando o fogo: https://www.youtube.com/watch?v=VXEyKFTJAVE&feature=youtu.be

  8. Toni Videira

    Más é um safado mesmo, depois que muitos comerciantes perderam dinheiro com estoque dessas merdas e não venderam porque deixou de ser obrigatório, vem esse vagabundo com mais essa.

  9. FABIO DOS SANTOS FONSECA Fonseca

    O extintor realmente é um item de segurança, pois já fiz o uso do mesmo e salvei meu veículo .

  10. Lob, propinas, desvios, o que mais pode ser isso?

  11. Edenilson Alves

    acredito que quem ja precisou de usar um equipamento de combate a incêndio tem consciência de sua utilidade,no entanto sabemos que a obrigatoriedade vem ao encontro de fazer cumprir a lei isso se deve a uma questão de cultura o Brasileiro somente usa quando é obrigatório no momento as discussões no Pais estão muito acaloradas e qualquer projeto de lei que mexa com o bolso das pessoas gera polemicas e discussões, acredito que somos inteligentes e suficiente para apoiar o que é certo e discordarmos do que esta errado cada um sabe o que tem maior valor vidas que se perdem pela ignorância de não portar um equipamento por isso acho que deve sim ser obrigatório,!!!

  12. Alan Azevedo

    Já pago caro no carro, um seguro e ipva absurdo por um hb20. Se pegar fogo na boata deixe que o seguro pague, seus merdas.

    1. Jose reis de oliveira

      Boa noite! Sou logista, e nem por isso sou a favor da obrigatoriedade do uso do extintor. Acho que seja necessário, por ser um item de segurança, devemos nos concientizar que o unico beneficiado é O próprio usuario.
      E não fazer diso um motivo para multas e aborecimento com autoridades.

  13. Aqui em casa eu tenho um na cozinha, até meus filhos sabem usar, no carro nunca deixei de ter. Como tem gente que só vê falcatrua, corrupção, propina. É item de segurança e pronto!

  14. O Brasil é governado por jumentos.