Com pneumonia causada pela chuva, Márcio França vota em São Paulo

Acompanhado da esposa, ele disse que se recupera bem de uma pneumonia diagnosticada ontem

O candidato à reeleição ao governo de São Paulo, Márcio França (PSB), votou hoje (28) em uma escola no bairro de Itaim Bibi, na capital. Acompanhado da esposa, ele disse que se recupera bem de uma pneumonia diagnosticada ontem. “Estou me sentindo bem, comendo normalmente”, afirmou. Ele se espera se recuperar esta semana.

Segundo o candidato, a doença está relacionada ao frio e chuva dos últimos dias de campanha. “Eu tive esse quadro que vocês sabem, da pneumonia nos pulmões. Foram dias de muita chuva, a gente pegou chuva. A roupa seca no corpo. Naquele debate já estava com febre. Aí me medicaram com antibióticos. Estou melhor”, ressaltou, ao dizer que já tinha sintomas desde a última quinta-feira (25), quando participou do debate promovido pela Rede Globo.

De acordo com França, a expectativa é que se recupere depois de dez dias tomando medicamentos.

WhatsApp

França reclamou do uso maciço de mensagens por aplicativo de celular contra ele e contra outro adversário do primeiro turno, Paulo Skaf (MDB). Após a definição que a segunda fase da disputa seria entre França e João Doria, Skaf declarou apoio a França. “Quando virou do primeiro para o segundo turno, esparramaram milhões de Whatsapps. No primeiro turno já tinham feito um monte de Whatsapp para todo mundo”, afirmou.

As últimas pesquisas de intenção de voto mostraram pela primeira vez França à frente de Doria na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. Os dois, no entanto, estão tecnicamente empatados. França disse que está confiante e lembrou que entrou na disputa com apenas 3% da preferência do eleitorado. “Se for de virada é mais gostoso”, disse.