Com mensaleiros, Papula recebe melhor visitantes

Familiares de presos no Complexo Penitenciário relataram que as visitas desta quarta se deram em melhores condições do que antes de receber os condenados

Brasília – Familiares de presos no Complexo Penitenciário da Papuda relataram que as visitas de desta quarta-feira, 20, se deram em melhores condições. Eles acreditam que isso é motivado pela prisão dos mensaleiros – José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares -, que estão no complexo desde domingo.

Aos 57 anos, a mãe de um condenado por roubo comemorou o fato de não ter sido xingada durante a revista de hoje. “Hoje ninguém foi humilhado, não houve gritos e o clima está bem melhor”, relatou. O filho, preso há seis meses, foi condenado a seis anos e 20 dias e está em uma cela com outros 16 detentos, sendo que a capacidade do local é para oito pessoas.

Outras quatro mulheres da família de um preso, condenado por porte de arma, também relataram o melhor tratamento recebido hoje. Até mesmo a filha do preso, de 10 anos, saiu mais satisfeita com a visita.

Além da revista menos agressiva, na visão dos visitantes, a entrega de senhas para entrar no presídio, às 6h30, também foi mais rápida e organizada.

Ontem, familiares que já passaram o dia e a noite por aqui, reclamaram dos privilégios que os três petistas presos vinham recebendo em razão das visitas nos dias não oficiais – normalmente, familiares e amigos podem entrar no presídio às quartas e quintas-feiras, das 9h às 15h.

Militantes do PT que estão acampados na entrada da Papuda distribuíram água e lanche para as famílias dos presos comuns que passaram a noite do lado de fora, aguardando o horário de início da visita.