Coelhinho de estátua da Mônica nos Jardins é furtado

O crime acontece uma semana após o sumiço de uma das 50 esculturas da Mônica expostas em São Paulo

São Paulo – Parece mais um plano infalível do Cebolinha. Uma semana após ser divulgado o sumiço de uma das 50 esculturas da Mônica expostas em São Paulo (depois recuperada em um matagal em Guarulhos, na Grande São Paulo), outra peça teve o coelhinho Sansão furtado.

O alvo foi a escultura assinada por Alexander Borba, localizada na esquina da Alameda Tietê com a Rua Bela Cintra, nos Jardins, região nobre da capital paulista). Segundo a organização da exposição Mônica Parade, o coelho está sendo restaurado e será recolocado no local nos próximos dias. “Não foi registrado boletim de ocorrência porque foi apenas uma avaria”, disse a organização, em nota.

No dia 8, a Mônica colocada na Rua Oscar Freire havia desaparecido. Ela só foi encontrada uma semana depois, em Guarulhos. Segundo a organização, outras três peças foram vandalizadas desde o início da mostra – todas já reparadas.

A Mônica Parade foi criada para comemorar os 50 anos da criação da personagem dos gibis de Mauricio de Sousa. A exposição ao ar livre vai até 8 de dezembro. Depois, 20 peças serão leiloadas e a renda vai para o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). As outras 30 seguem em turnê, primeiro para o Rio, depois para Belo Horizonte. Os fãs podem acompanhar a mostra pelo site http://www.monicaparade.com.br.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.