Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Ciro vai à Europa; O novo conselho da XP; a morte de um vereador na Venezuela e mais…

Ciro vai à Europa
Terceiro colocado nas eleições presidenciais, Ciro Gomes (PDT) deve viajar para uma semana de férias na Europa nesta quinta-feira, revelou o jornal Valor. A leitura da campanha petista é que o candidato não quer se envolver ativamente na campanha de Fernando Haddad no segundo turno. Ontem, o PDT, partido de Ciro, anunciou “apoio crítico” a Haddad e anunciou que Ciro será novamente candidato em 2022.

Liberou geral
O DEM, o PR e o PRB, partidos que integram o chamado Centrão, que apoiou o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) no primeiro turno das eleições, decidiram liberar seus líderes e militantes para definirem se apoiam Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais. Diante da previsão de polarização no Congresso eleito no último domingo (PT e PSL conquistaram as maiores bancadas na Câmara) e ainda em meio a uma fragmentação partidária, com ainda mais siglas compondo o Parlamento, o centrão deve ser peça fundamental para a governabilidade de qualquer um dos eleitos. O PPS, que não integra o centrão, também decidiu nesta quarta-feira liberar seus correligionários. Na véspera, PSDB, Novo, e o PP, que integra o centrão, decidiram na mesma linha

Violência 1
Uma jovem de 19 anos, moradora de Porto Alegre, registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil por lesão corporal na noite de segunda-feira (8), o caso veio à tona nesta quarta. Segundo o relato, ela vestia uma camiseta com os dizeres “Ele Não”, contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), quando foi abordada e agredida por três homens. A jovem descia de um ônibus, a caminho de casa, quando foi abordada pelos homens que passaram a questioná-la sobre o uso da camiseta. Os suspeitos teriam agredido a jovem com socos e marcado a barriga com riscos de canivete. A ocorrência foi encaminhada para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, que informou nesta quarta-feira (10) que o caso começou a ser investigado, informa o site g1. Policiais buscam câmeras de segurança para tentar identificar os agressores. O post de uma jornalista de Brasília, que conversou com a jovem agredida, foi o primeiro a revelar o caso e teve mais de 10 mil compartilhamentos. “Ela foi agredida, humilhada no meio da rua. E como se não bastasse, dois homens seguraram seus braços, enquanto o terceiro cravava uma suástica na sua costela. Uma suástica…”, escreveu Ady Ferrer no Facebook.

Violência 2
Um jovem universitário de 27 anos foi agredido a golpes de garrafa e chutes por supostos apoiadores do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), no início da noite desta terça (9), nas proximidades da reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), região central de Curitiba, conforme noticiou nesta quarta a Agência Brasil. Segundo informações do Diretório Central Estudantil (DCE) da instituição, na hora do ataque, o rapaz, da comunidade acadêmica, utilizava um boné do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). De acordo com informações da Polícia Militar (PM), tudo indica que os autores pertencem à torcida organizada do Coritiba, clube de futebol paranaense, uma vez que trajavam camisetas do time. Em sua conta no Facebook, o DCE afirma que eles gritavam “Aqui é Bolsonaro!” ao cercar o estudante. Perguntado sobre os atos de violência ocorridos em diversos locais no país, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse que não tem como controlar seus apoiadores. “Quem levou a facada fui eu, pô. O cara lá que tem uma camisa minha e comete um excesso, o que é que eu tenho a ver com isso?”, afirmou.

Ex-governador preso
O ex-governador de Goiás Marconi Perillo foi detido na tarde desta quarta enquanto prestava depoimento na Superintendência da Polícia Federal em Goiás. Ao confirmar a prisão temporária de seu cliente, o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que está indignado.“O novo decreto de prisão é praticamente um ‘copia e cola’ de outra decisão de prisão já revogada por determinação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1)”, afirmou o advogado em nota enviada à imprensa. Um dos investigados na Operação Cash Delivery Perillo compareceu à Superintendência da PF para prestar depoimento. Por decisão do próprio ex-governador, o depoimento inicial foi mantido. A operação investiga denúncias de pagamento de propina a agentes públicos de Goiás.

Perigo da guerra comercial
O diretor-geral da Organização Mundial de Comércio (OMC), Roberto Azevêdo advertiu nesta quarta-feira (10) para os riscos à perspectiva diante das atuais tensões comerciais. Em entrevista à Bloomberg em Bali, a autoridade afirmou que, segundo os cálculos da entidade, uma guerra comercial total significaria um corte de 1,9 ponto percentual (p.p.) no Produto Interno Bruto (PIB) global e uma queda de 17,5% no comércio. Azevêdo ponderou que na verdade é difícil calcular os impactos das disputas comerciais, já que há muitas incertezas sobre o que mais pode ocorrer ou se o diálogo pode reverter esse processo. Ele insistiu na necessidade de que os países entrem em negociações. Questionado sobre o comportamento dos EUA de barrar a indicação de novos magistrados para o tribunal de apelações da OMC, Azevêdo admitiu que isso, caso continue, pode levar no próximo ano a uma paralisia no órgão. O governo do presidente Donald Trump tem sido um crítico da OMC e o líder americano privilegia a busca de acordos bilaterais em sua política comercial.

Os novos conselheiros da XP
O copresidente do conselho de administração do Itaú Unibanco Roberto Setubal e João Moreira Salles, acionista do banco, serão os representantes da instituição no conselho de administração da XP Investimentos, revelou o jornal Valor. O Itaú, que adquiriu participação de 49,9% do capital da plataforma, tem direito a dois representantes no conselho da corretora. O presidente da XP, Guilherme Benchimol, também fará parte do conselho, assim como os sócios Julio Capua, Gabriel Leal e Bernardo Amaral, segundo fontes do jornal. Martin Escobari, responsável pela gestora General Atantic (GA) na América Latina, completará o órgão, composto por sete nomes.

Bloomberg de volta aos democratas
O ex-prefeito de Nova York (Estados Unidos) e empresário Michael Bloomberg anunciou na manhã desta quarta-feira, 10 de outubro, o retorno ao Partido Democrata. Em 2007, o ex-prefeito de Nova York abandonou o Partido Republicano e se declarava independente desde então. Nos últimos anos, no entanto, já havia falado publicamente sobre a possibilidade de concorrer à presidência pelo Partido Democrata. E o movimento anunciado na manhã de hoje sinaliza que isso poderá ocorrer no pleito de 2020. “Em momentos-chave da história dos Estados Unidos, um dos dois partidos agiu como bastião contra aqueles que ameaçaram nossa Constituição. Dois anos atrás, na Convenção Democrata, eu alertei para essas ameaças. Hoje, eu me registrei novamente como um Democrata – algo que fui por grande parte da minha vida – por crer que precisamos dos Democratas para trazer os freios e contrapesos que nossa nação tão desesperadamente precisa”, escreveu Bloomberg em um post na rede social Instagram.

Keiko Fujimori detida
A líder do partido opositor peruano Força Popular, Keiko Fujimori, foi detida nesta quarta-feira por ordem do juiz Richard Concepción Carhuancho, a pedido da Promotoria Especializada em Lavagem de Dinheiro do Peru. Imagens do “Canal N” de televisão mostraram como Keiko foi detida após comparecer ao tribunal para ser interrogada dentro de uma investigação por suposta lavagem de dinheiro junto com seu marido, o americano Mark Vito, que não foi detido. O juiz Richard Concepción Carhuancho aceitou o pedido da promotoria e ordenou uma “detenção preliminar” durante dez dias para Keiko e outras 19 pessoas, entre elas os ex-ministros Jaime Yoshiyama, Augusto Bedoya e supostos intermediários em pagamentos da Odebrecht à campanha eleitoral de Keiko.

Suicídio?
A procuradoria da Venezuela afirmou nesta quarta-feira que o vereador Fernando Albán se suicidou, e descartou a hipótese de ter sido assassinado na prisão. O procurador-geral, Tarek William Saab, disse que a autópsia determinou que Albán morreu com o impacto da queda do décimo andar do Serviço Bolivariano de Inteligência, na segunda-feira. Ontem, a ONU, a União Europeia e o governo brasileiro pediram uma investigação “transparente” sobre as circunstâncias da morte do vereador, um ativo opositor de Nicolás Maduro. Nesta quarta-feira, os Estados Unidos acusaram Caracas de envolvimento na morte de Albán.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s